O projeto procura mostrar de uma forma simples e direta a concentração da população espalhada pelo mundo, em formato 3D. Basta escolher um país ou região do globo e visualizar os “picos” populacionais, e até fazer comparações de crescimento com anos anteriores.

O Human Terrain utiliza dados da Global Human Settlement Layer, recorrendo a imagens de satélite, dados de recenseamento e outras informações geográficas para criar a densidade populacional em 3D nos mapas. A informação é depois processada através do motor do Google Earth. Ainda assim, nem todos os países autorizam o acesso aos dados populacionais, tais como a Índia ou China, referem os autores do site.

Cada bloco no mapa representa 250 a 5.000 metros quadrados e quanto mais alto for, mais pessoas habitam essa área. O site tem uma espécie de visita guiada (Fly with us), transportando o utilizador para regiões curiosas, como os Estados Unidos, que segundo o mapa tem 320 milhões de pessoas, 10 cidades chegam ao milhão de habitantes. Em contraste, a China tem 100 cidades com mais de um milhão de pessoas, não se sabendo ao certo o total do país.

Nas comparações, é possível ver ainda, por exemplo, quais as regiões que cresceram desde 1975 a 2015, ou aquelas que perderam população.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.