A campanha tem os jovens em idade escolar como público-alvo e apela à sua forte consciência ambiental, esperando envolver restantes famílias e amigos e também colegas e professores, na escola.

O principal objetivo é alertar para a responsabilidade de cada um na utilização da máscara e no seu contributo para a redução do impacto ambiental. Isso passa por evitar a produção de resíduos e, quando isso não é possível e se usam máscaras descartáveis, assegurar a sua deposição no contentor dos indiferenciados em vez de no chão.

Lançada pelo Ministério do Ambiente e da Ação Climática, a campanha surge numa altura em que as estimativas indicam que o uso mensal de máscaras a nível nacional rondará os 150 milhões de unidades.

Cada máscara, feita de polipropileno, necessita de 300 a 400 anos para degradar-se. Se 1% for depositado incorretamente, além do risco para a saúde pública, cerca de seis toneladas de plástico serão descartadas no solo, cursos de água e no mar.

Para ajudar a que isso não aconteça, e ao mesmo tempo alertando para a importância de comprar MADE IN Portugal, a iniciativa também prevê a disponibilização de padrões exclusivos de máscaras reutilizáveis, que são partilhados em open source, para as instituições e empresas que quiserem associar-se à ação.

Os designs estão disponíveis no site naodeixescairamascara.pt, assim como os pormenores dos objetivos da campanha, que também abrangem curiosidades e informação diversa, nomeadamente sobre os procedimentos para reduzir o risco de contágio, que nunca serão demais recordar.

tek site #naodeixes dentro

A #NãoDeixesCairaMáscara também pode ser seguida no Instagram.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.