A NASA tem em mãos o desenvolvimento de várias tecnologias e uma delas é o Deep Space Atomic Clock (DSAC), um relógio atómico destinado a melhorar a “contagem do tempo” a partir do Espaço.

O avanço vai permitir maior autonomia e rapidez nas decisões que os astronautas têm de tomar, já que assim deixam de depender das mensagens de navegação enviadas da Terra.

Em construção durante os últimos 20 anos, o objetivo é que o DSAC meça o tempo em (muito) poucos nanosegundos. Os testes que a NASA vai conduzir pretendem confirmar que o relógio atómico consegue manter uma precisão de 2 nanosegundos (0,000000002 segundos) ao longo de um dia. A meta final será atingir uma precisão de 0,3 nanosegundos.

O tempo no Espaço tem sido “contado” por relógios atómicos em Terra por décadas. “Fazer isso diretamente a partir do espaço é a proposta do DSAC”, diz Todd Ely o responsável pelo projeto desenvolvido a partir do Jet Propulsion Laboratory.

O relógio atómico tem vindo a ficar mais pequeno e tem atualmente o tamanho de “uma torradeira de quatro fatias”, segundo a NASA, mas o objetivo é que possa ser mais miniaturizado para futuras missões.

Para saber mais sobre o DSAC, visite o site www.nasa.gov/mission_pages/tdm/clock.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.