http://imgs.sapo.pt/gfx/554620.gif

Até 30 de setembro está em curso uma consulta pública para recolher propostas de medidas para incluir na nova agenda digital para Portugal. Os interessados em apresentar propostas podem fazê-lo através do preenchimento de um formulário online.



Este novo plano de atuação procura criar condições para "estimular o desenvolvimento e a utilização da economia digital pelos cidadãos e pelas empresas, estimulando a produção de produtos, serviços e soluções competitivas, orientadas para os mercados globais", diz o documento.



O plano vai ser desenhado tendo em conta o Programa Nacional para o Empreendedorismo e a Inovação (+E+I) e o Plano Global Estratégico de Racionalização e Redução de Custos nas TIC.



"Tendo em consideração a atual situação do país, bem como as novas orientações do Governo, importa lançar uma nova agenda digital para Portugal, que seja mais abrangente, mais alinhada com a iniciativa europeia", informa ainda o Governo.



De acordo com os números disponíveis, em 2011 Portugal registou o maior aumento percentual de cidadãos a utilizar serviços de governo eletrónico, saltando de 26% em 2010 para 37% em 2011. O número mantém-se, no entanto, abaixo da média da União Europeia que ascende a 41%.



No que refere à utilização dos serviços públicos online pelas empresas os valores são mais altos e rondam os 93%, bem acima da média da União Europeia de 84%.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.