O Fairness Report, um barómetro especial, foi divulgado ontem e soma os dados aos números que foram apurados no ano passado, percebendo a forma como os europeus encaram o nível de acesso a emprego, educação, justiça e saúde, e a mobilidade intergeracional.

E o retrato é bonito. A maioria dos europeus acreditam que grande parte do que acontece na sua vida é justo e que têm oportunidades iguais para avançar. Mesmo assim as áreas da justiça e das decisões políticas são as que geram menos consenso, apontando-se desigualdades consoante o status das pessoas, a riqueza e as ligações.

A grande maioria também aponta desigualdades nos rendimentos e na forma como os governos devem encarar estas questões, e são poucos os que admitem que o seu rendimento e estatuto social melhorou nos últimos tempos.

Embora os dados reflictam a média europeia, há também grandes disparidades na forma como os vários temas são encarado entre os 27 países europeus. Portugal está entre os países que refere maior desigualdade no rendimento (96% face aos 86% da média europeia).

Os resultados principais podem ser vistos na galeria abaixo, que reproduz uma infografia produzida pela Comissão Europeia.

Os números completos podem ser vistos aqui.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.