(Atualizada)


[caption]site[/caption]

O facto do serviço ser gratuito durante os primeiros três meses é a principal crítica de Taylor Swift, mas a artista deixa por escrito a sua oposição ao modelo seguindo pela Apple, que não vai pagar também aos artistas neste período.

A carta aberta, publicada no Tumblr, mesmo à beira do lançamento do Music.

Taylor Swift admite que a Apple tem sido uma boa companheira na divulgação da sua música, mas desta vez a artista afirma que não pode concordar com a estratégia adotada, que classifica como "chocante, dececionante e completamente fora do comum nesta empresa progressista e generosa".

A artista afirma que não é a única a pensar desta forma mas que outros têm medo de dizer a sua opinião em voz alta.

O pedido para que a Apple reconsidere esta estratégia que lembra que ninguém pede iPhones grátis, por isso "não nos peçam para disponibilizar a nossa música sem nenhum tipo de compensação", afirma.

Esta madrugada, depois do apoio geral dos internautas às palavras de Taylor Swift, o vice presidente de serviços e Internet da Apple, Eddy Cue, publicou na sua conta no Twitter uma mensagem em que explica que a Apple vai pagar aos artistas mesmo no período em que o serviço é grátis para os utilizadores.

E mais tarde adicionou a frase "Nós ouvimos-te @taylorswift13 e artistas indie. Com amor, Apple".

Nota da Redação: A notícia foi atualizada com mais informação.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.