A ideia partiu de Andreia Matos para ajudar a sua prima Bárbara que sofre de uma doença neuromuscular degenerativa e que não tem qualquer tipo de mobilidade. E passou por estabelecer e reforçar os mecanismos de comunicação a partir da interacção com um computador.

A terminar um mestrado em Engenharia de Reabilitação e Acessibilidade Humana, na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Andreia criou o Smile-Access, um software que reconhece e traduz expressões faciais em cliques de rato ou toque de teclas, para que o utilizador consiga interagir com o computador.

Mas, para que as pessoas tenham o Smile-Access é preciso que este se torne um produto e, para isso, é preciso financiamento. Já foi criada uma campanha de crowdfunding para arranjar o valor necessário para a aquisição da licença de um dos ambientes de programação e para o design e multimédia usados no software.

Quem quiser contribuir pode fazê-lo dos dez aos 80 euros, sendo que o valor que se pretende alcançar é de 1.600 euros no total.

A campanha está a decorrer aqui até ao dia 30 de abril e, de momento, já atingiu 76% do seu objetivo.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.