A sonda que pousou com sucesso no planeta há duas semanas já está a operar no solo de marte e enviou dados de um som causado pela vibração do vento, que os cientistas já analisaram e detalharam em conjunto com outras informações recolhidas.

Os sensores da InSight estão preparados para recolher uma série de indicadores relacionados com o "coração" de Marte e captar o som foi um bónus adicional, como admitiu Bruce Banerdt, o investigador principal do projeto InSight no Jet Propulsion Laboratory (JPL) da NASA em Pasadena, na Califórnia.

"O lander da InSight funciona como um ouvido gigantesco […] Os painéis solares respondem a flutuações de pressão do vento. É como se a Insight estivesse a afinar os ouvidos e ouvir o vendo de Marte a bater", explicou Tom Pike, um dos elementos da equipa da InSight e responsável pelo desenho de sensores do Imperial College London, comparando o efeito a uma bandeira abanada pelo vento, que cria oscilações detetadas pelo ouvido humano.

O objetivo da missão é medir o movimento em Marte e isso naturalmente também inclui as ondas de som, e dois dos sensores da sonda identificaram as vibrações causadas pelo vento: um sensor de pressão de ar e um sismómetro. Cada um gravou o som do vento de forma diferente e a NASA já divulgou os resultados.

Esta é a única fase da missão na qual o sismómetro pode detetar vibrações de forma direta já que nas próximas semanas será colocado na superfície de Marte com a ajuda do braço robótico, sendo depois coberto por uma proteção em forma de cúpula que o protegerá de mudanças de vento e temperatura. No site da Insight  pode ter acesso a mais informação sobre a missão em Marte.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.