A solução da tecnológica atua como uma sonda (probe) sobre a aplicação web, detetando vulnerabilidades ou problemas de segurança que depois de corrigidos poderão evitar acessos não autorizados que tenham a intenção de modificar, destruir ou revelar informação sensível.

Contudo, tendo em conta as falhas de segurança sofridas muitas vezes pelas pequenas empresas e de forma a democratizar o acesso à segurança, a Probe.ly tem agora um plano gratuito.

“Vemos frequentemente a segurança a passar para segundo plano, especialmente em pequenas empresas, devido a baixos orçamentos e poucos recursos. Muitas empresas ainda não fizeram o básico para protegerem as suas aplicações web, e queremos ajudá-las a mudar isso”, explica Nuno Loureiro, fundador e CEO da Probe.ly em comunicado.

Através desta oferta, as empresas conseguem identificar vulnerabilidades ou questões de segurança, como problemas de SSL/TLS, cabeçalhos de segurança no protocolo HTTP e atributos das cookies.

Permite ainda que os scans sejam despoletados via API e guardar o histórico dos mesmos, para que possam mapear o progresso ao longo do tempo.

A Probe.ly foi a vencedora do programa de aceleração de negócios Lisbon Challenge Fall ’16, tendo arrecadado um prémio de 75 mil euros e foi uma das 66 startups que venceram o concurso Road2WebSummit, em 2016. Lançada em 2017, a startup já conta com clientes em seis países.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.