Durante a ocupação da Holanda pela Alemanha na segunda guerra mundial, oito judeus conseguiram manter-se escondidos em alas secretas de uma casa durante dois anos, entre 1942 e 1944. A família Frank e mais alguns judeus foram ajudados por outras pessoas, que lhes forneciam comida e bens essenciais, sem a suspeita dos nazis.

A casa, conhecida como Secret Annex, localizada no centro de Amesterdão, pode hoje ser visitada como museu. Mas caso não tenha oportunidade de ir presencialmente, pode visitá-la virtualmente no website da fundação. Poderá navegar pelas diversas divisões da casa, as suas alas secretas e interagir com fotografias, anotações e vídeos tal como as descrições feitas por Anne Frank no seu diário.

Um dos locais mais importantes é o seu quarto, partilhado com Fritz Pfeffer, onde foram escritas muitas das páginas do diário, que explicava ao detalhe o quotidiano dos refugiados. Pode subir ao sótão, onde Anne encontrava paz a observar o castanheiro no quintal da vizinha através da janela.

A casa é enorme e pode aprender muito sobre o comportamento e a forma como o grupo geria o seu dia-a-dia, durante a visita 3D.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.