A compra dos Google Glass ainda só é possível nos Estados Unidos e no Reino Unido, depois de um longo período de vendas restritas, que começou pelos programadores presentes na conferência onde a empresa mostrou o produto pela primeira vez e foi-se estendendo a outros utilizadores técnicos.

A intenção continua a ser a de os compradores contribuam para o desenvolvimento do projeto, ainda em versão beta, ajudando a identificar caminhos para o protótipo que mais para o final do ano deverá ganhar, finalmente, uma versão comercial.

O projeto wearable tem dado nas vistas desde que foi revelado por tudo o que permite, como tirar fotos, fazer pesquisas ou enviar mensagens a partir das lentes, mas mais ainda pelo que pode vir a permitir. São várias as promessas em áreas como a logística, a saúde, etc.

Mas quem dá nas vistas de Glass postos - pois enquanto não chegam as lentes de contacto será difícil passar despercebido - já tem ao dispor vários recursos para pôr em prática as potencialidades da tecnologia.

Pelo TeK já passaram algumas, como o teclado Minuum, para simplificar a escrita nos óculos, a Word Lens, que traduz texto em tempo real a partir de imagens captadas pela câmara do dispositivo, ou o guia multimédia para museus GuidiGo.

Mas há muitas outras, com diferentes propósitos.

Veja as próximas sugestões

A partir do site do projeto Gogle Glass estão reunidas algumas propostas, divididas por três áreas.

A partir do separador BeActive as sugestões passam por aplicações relacionadas com a atividade física, como a Strava Run ou a Strava Cycle, a Lynxfit, GolfSight ou a SwingByte.

Em Explore Your World a Google reúne sugestões para os utilizadores melhor passearem, nomeadamente a versão Glass do guia "para as coisas fantásticas, ocultas e únicas no mundo à sua volta" FieldTrip.

No separador Light your Live é possível ver propostas como a aplicação social para a cozinha Allthecooks, que também tem uma versão para os Glass.

Veja as próximas sugestões

A par das sugestões "oficiais", da Google, o número de alternativas disponíveis a partir da Google Play para os Glass não para de crescer, à medida que as empresas vão ficando mais familiarizadas com o conceito.

A Star Chart é uma adição recente. A aplicação usa GPS, além da bússola dos óculos, giroscópio, acelerómetro e ferramentas de ativação de voz para mostrar estrelas, planetas e constelações em tempo real e com direito a descrições áudio.


Refresh on Glass promete fornecer dossiês inteiros de informação sobre alguém que acabamos de conhecer. A aplicação diz ser capaz de reunir dados de diferentes fontes online, incluindo o Facebook, o Twitter e o LinkedIn.

O objetivo é disponibilizar ao utilizador dos Google Glass o "relatório" completo da pessoa em questão, incluindo o currículo escolar, filmes favoritos ou fotografias das últimas férias.

Tal capacidade pode ser assustadora, principalmente quando pensamos em "amigos" das redes sociais que partilham publicamente informação pessoal vária.

Quando se pensa em todas as possibilidades e desafios transportados pelo Google Glass talvez seja bem ter em mente aquilo que se costuma dizer em relação à tecnologia no geral: que não é boa nem má; interessa o uso que se se faz dela.

Nota de redação: O artigo foi publicado originalmente no dia 8 de julho.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.