Sabemos que a quarta geração móvel vai oferecer débitos que permitem comunicar mais rápido e com maior qualidade. Descarregar longas-metragens, ver vários vídeos HD em simultâneo, ouvir música, jogar online em alta qualidade ou participar numa conferência de vídeo em tempo real são apenas alguns exemplos de opções ou funcionalidades que irão beneficiar da entrada em funcionamento das redes 4G.

Outra das promessas que as redes de nova geração vão ajudar a materializar é a televisão "a qualquer hora e em qualquer lugar", colmatando as largas exigências de uma transmissão deste género para visualização nos dispositivos móveis.

Por todo o mundo, diferentes players de áreas diversas têm vindo a preparar os seus serviços, com o objetivo de ter resposta para os seus clientes, quando o interesse pela funcionalidade crescer. Porque se acredita que irá crescer.

Depois das fotos trocadas por mensagem, a "imagem móvel" tem ganho cada vez mais vida, entre filmes descarregados e os vídeos do YouTube. Com a cada vez maior largura de banda disponível, os pacotes de dados mais diversificados e a popularidade crescente dos dispositivos móveis, parecem estar reunidas as condições para que a televisão móvel seja uma realidade.

Neste processo de tornar o "pequeno ecrã" móvel e ainda mais pequeno, as aplicações dão uma ajuda. Neste caso as aplicações lançadas pelos operadores de TV por subscrição.

Falamos num primeiro momento do MEO. Através do MEO GO, o grupo PT permite aos utilizadores do seu serviço de televisão assistirem aos canais contratados e ao MEO Videoclube em diferentes dispositivos, smartphones e tablets incluídos.

São três as possibilidades disponibilizadas, consoante a oferta pretendida. A aplicação que permite aos utilizadores terem os seus canais preferidos no seu dispositivo móvel é destinada a clientes MEO e pode ser descarregada a partir da PlayStore, para Android, da iTunes, para iOS, ou da loja do Windows Phone, para aquela plataforma.

[caption][/caption]

O serviço de televisão da Vodafone também é "transportável" para o smartphone ou para o tablet. Através do Mobile TV, a operadora de telecomunicações dá, aos seus clientes, acesso em direto aos principais canais de televisão nacionais.

Para acesso aos restantes canais pagos, tem disponíveis várias opções: o Acesso 24 Horas, a subscrição Semanal (que inclui sete dias de experimentação grátis na primeira ativação) e a subscrição Mensal, Total ou Temática.

No Mobile TV da Vodafone todo o tráfego associado à visualização dos canais está isento de taxação e não é retirado do pacote de dados contratado, salvaguarda a operadora.
A app do serviço está disponível para Android e para iOS.

[caption][/caption]

Os clientes da Optimus também podem levar a televisão para qualquer lado e em qualquer altura através do Clix Mobile TV. A operadora coloca à disposição quatro opções de subscrição: Pacote Mensal - 7,93 euros; Pacote Semanal - 2,10 euros; Pacote Diário: 1,04 euros; e Premium: 3,06 euros.

Nas opções mensal e semanal os subscritores ganham, respetivamente, um mês e uma semana de utilização gratuita. Descarregue a aplicação via Play Store, caso tenha um dispositivo Android.

[caption][/caption]

Nas lojas de aplicações é ainda possível encontrar propostas "independentes" que oferecem serviços de televisão no telemóvel.

Para os canais públicos portugueses, a Portugal TV, para Android, criada pelo Olster Group a par de outras aplicações localizadas de mobile TV para outros mercados, pode ser uma opção.

Tenha apenas em atenção quando descarregar estas aplicações "desgarradas" de um serviço propriamente dito, porque sem tarifário especifico associado, poderá incorrer em custos de comunicação elevados.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.