Usar o smartphone para controlar a televisão foi uma das primeiras ligações feitas pelas empresas entre o telemóvel e outros aparelhos de eletrónica doméstica, mas o número de gadgets que podem ser geridos a partir de aplicações, ou pelo menos monitorizados desta forma, está a crescer rapidamente.

Nos últimos meses várias fabricantes têm mostrado as suas propostas para a "Casa Inteligente" e os smartphones e/ou tablets fazem cada vez mais parte integrante de um mundo onde os eletrodomésticos "conversam" por SMS, aspiram sozinhos e preparam ementas de acordo com os produtos que estão no frigorifico.

A IFA - a feira de eletrónica de consumo de Berlim que terminou na semana passada - é um bom exemplo da forma como esta integração está a ser orquestrada para mudar a vida dos consumidores - esperamos que para melhor. Mas já este ano a CES - em Las Vegas - tinha sido palco dos anúncios da Samsung e da LG para casas mais inteligentes.

Na IFA a Philips foi uma das empresas que apostou mais em anúncios de dispositivos controlados por smartphone. Já no ano passado, na mesma feira, tinha mostrado uma aplicação que controla a iluminação da sala em conjunto com a funcionalidade Ambilight dos seus televisores, mas este ano a empresa foi muito mais longe.

Entre as propostas da marca estão as escovas de dentes para crianças que estimulam a higiene oral, conselhos para quem quer um barbeado mais apurado e uma app que ajuda os puristas a optimizar a mistura de cafés na máquina. E as primeiras colunas multi room para ligação ao Spotify.

Para a Samsung a casa inteligente faz-se em várias frentes, com o Samsung Smart Home que liga as televisões, smartphones e eletrodomésticos. O ar condicionado, as luzes, a máquina de lavar roupa ou o forno podem serem ativados à distância através do smartphone que tem também uma função de monitorização e vigilância.

A gama LG Smart ThinQ é a proposta da fabricante coreana para equipamentos inteligentes, também geridos através do smartphone, e as funcionalidades passam pela mesma lógica de gerir programas de ativação do forno, máquinas de lavar e controle dos produtos que estão no frigorifico. Mas também há funcionalidades de diagnóstico e controle energético.

Veja na galeria abaixo algumas das propostas para tornar os eletrodomésticos mais inteligentes e fazer com que trabalhem mais para si.

As propostas não serão baratas e muitas não estão sequer ainda disponíveis comercialmente, mas apelam aos espíritos mais inovadores, e a quem precisa de reduzir o tempo passado a gerir as atividades domésticas...

Parece-lhe que estes equipamentos podem ajudar a facilitar a vida das famílias?

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.