Na próxima quinta-feira, 10 de março, o comissário europeu para as áreas de investigação, ciência e inovação - o português Carlos Moedas - vai anunciar as três vencedoras do prémio da União Europeia para as mulheres que mais contribuem para a inovação.

Ao todo são nove as nomeadas e na lista consta a investigadora e empreendedora Susana Sargento, cofundadora da startup portuguesa Veniam.

Esta será a terceira vez que a Comissão Europeia, através da iniciativa EU Prize for Women Innovators, vai distinguir as mulheres que mais têm contribuído para a inovação. A última distinção foi entregue em 2014 e antes disso só em 2011.

Pegando na lista de distinções que têm sido feitas pela UE, recordamos ou damos a conhecer aquelas que são algumas das caras e nomes que estão a ‘empurrar’ a inovação para novos patamares.

Em Portugal também há várias mulheres em posições de destaque e vale por isso a pena recuperar um artigo publicado pelo TeK no ano passado onde são listados alguns dos nomes em destaque.

A ideia que o segmento das tecnologias é dominado por homens está a mudar de forma acelerada: de acordo com dados apurados pela publicação ValueWalk, nas oito maiores tecnológicas do mundo o número de posições ocupadas por mulheres aumentou cerca de 240%.

Há mais dados interessantes a reter como o facto de um quinto das startups de todo o mundo serem fundadas por mulheres. O número de mulheres CIO nas 500 empresas mais valiosas de acordo com a Forbes também tem aumentado de ano para ano, de acordo com os dados apurados.

E como ainda hoje vimos, mais mulheres nas tecnologias da informação pode ser apenas uma questão de incentivo na altura certa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.