Não é nova a percepção das marcas de automóveis do potencial da Internet e das redes sociais para captar o interesse de clientes, mantendo-os a par das novidades e oferecendo ao mesmo tempo a simulação de acessórios e preços que ajudam a uma visão mais completa quando se concretiza depois - ou não - a visita ao stand real.

Mas a verdade é que as ferramentas web têm evoluído de forma significativa, permitindo novas possibilidade de dar mais brilho aos modelos que são apresentados, com simulação de aparência e de aplicação de determinados acessórios cada vez mais real.

Mesmo quando a compra ainda não se concretiza directamente online, a montra é garantidamente relevante, e o investimento também, embora nem sempre os sites se mostrem totalmente funcionais, faltando a alguns a adaptação a visualizações com ecrãs mais pequenos ou exigindo tecnologia Flash que nem todos os utilizadores possuem.

Uma das provas da relevância que a Internet está a assumir como canal de "venda" é o lançamento que a Ferrari marcou do seu novo carro, que foi feito hoje via Internet, embora a scuderia não tivesse dispensado a tradicional conferência de imprensa ao vivo.

[caption]ferrari[/caption]

Saindo do mundo especial da Fórmula 1 para os carros que circulam nas estradas escolhemos algumas marcas de gama média/alta para visitar online, tendo em atenção factores chave como a usabilidade, possibilidade de configurar os carros, apresentação de preços e ligação a redes sociais.

Numa lógica de ordem alfabética, a Audi foi a primeira a merecer uma visita, começando logo a perder pontos na primeira página, onde uma apresentação (lenta) em Flash Player 10 se arrasta na mostra dos modelos da marca alemã e até no acesso aos menus.

[caption]audi[/caption]

Apesar dos valores elevados pelos quais a Audi é conhecida, a marca nunca esconde os preços base dos vários modelos, que em alguns casos aparecem logo no menu de apresentação dos carros.

Um comparativo em texto ajuda a perceber as (escassas) diferenças entre os pacotes de equipamentos para cada modelo, mas a configuração do carro "à medida" remete para o site da SIVAonline, embora o número de elementos em que se pode mexer seja pequeno, aliás como acontece também na vista aos stands onde a flexibilidade é verdadeiramente germânica.

A BMW mostra maior rapidez de resposta, com a opção pelas fotografias na homepage e nos sub-sites de cada modelo. A apresentação dos preços é também muito clara, mas o uso do configurador deixa bastante a desejar, sendo cada pequena selecção acompanhada por um tempo de espera que pode desiludir os mais "acelerados".

[caption]bmw[/caption]

Um aviso também à "navegação" : em ecrãs configurados com uma resolução de 1024X768 (já acima das recomendações habituais) não é possível ver a barra de scroll dentro da página que é obrigatória para escolher algumas das opções.

O site da Ford também não foi pensado para ecrãs pequenos. Apesar de confusa, a homepage dá acesso rápido à maioria das funcionalidades procuradas pelos utilizadores e o Flash Player foi optimizado para mostrar rapidez na apresentação das várias imagens que vão "rodando".

[caption]ford[/caption]

A ajuda à escolha pode ser uma benesse para quem não sabe bem o que procura, enquanto quem já tem ideias definidas deverá passar mais rapidamente ao configurador e "montar" o carro. Nesta fase a resposta aos pedidos já é mais demorada, mas nada que obrigue a roer as unhas enquanto espera... E o preço vai sempre acompanhando as escolhas para que possa refrear o entusiasmo se for caso disso.

A Seat é uma das marcas onde se mostra como um site rápido não precisa de perder brilho e capacidade apelativa. Quer na homepage quer na área de simulação, os pedidos de modificação de motorização, cores, jantes e interiores têm uma resposta rápida em imagem, que pode ser rodada para ver os vários ângulos do automóvel. Tudo acompanhado imediatamente do preço final a pagar pela escolha.

[caption]seat[/caption]

O uso dos pop-ups no site da Volkswagen torna-se um pouco irritante mas pelo menos a marca não se dirige só a ecrãs esticados e tem uma apresentação que cabe nas configurações mais moderadas. A apresentação chega a ser minimalista em termos de imagens e efeitos especiais, recorrendo intensamente ao texto para apresentar as "maravilhas" dos seus carros.

[caption]Volkswagen[/caption]

Pouco agradável para qualquer internauta é o facto de não existir uma apresentação dos preços sem ser no configurador, que salta também para a SIVAonline, tal como a Audi, mas desta vez sem avisar, e que é igualmente pobre na apresentação.

Um último olhar vai para a Volvo, que remete para o site internacional do grupo mesmo quando o endereço digitado no browser é www.volvo.pt. Aí o utilizador tem de percorrer o longo caminho (de dois cliques que podiam ser evitados) de escolha da Volvo Cars e depois do país.

[caption]volvo[/caption]

Tirando esta introdução difícil (vale a pena guardar o endereço nos preferidos para a evitar) o site tem uma apresentação agradável e rápida, usando também Flash para mostrar os vários destaque mas sendo também um pouquinho ambiciosa na ocupação do ecrã.

Dependendo do modelo, é possível "brincar" com a apresentação, rodando o carro, abrindo e fechando portas e até beneficiando de uma visão nocturna e da vista com os faróis acesos.

Pode ainda comparar os dados técnicos de quatro modelos de gamas diferentes, mas não conte com a mesma ginástica em termos de preços, que são difíceis de descobrir e estão "escondidos" com os dados técnicos.

Naturalmente não incluímos neste texto todos os sites de todas as marcas, tendo sido escolhidas as que revelavam funcionalidades mais interessantes, mas as que ficaram de fora podem aguardar por uma visita próxima...

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.