O presidente da República pediu aos portugueses que este ano gozassem as férias no país. Objectivo: ajudar a economia. Os jornais económicos começaram desde logo a fazer contas para perceber se de facto a acção teria impacto. Os críticos disseram mal. Os nacionalistas acharam bem e as agências de viagens, assim-assim.



Aqui no TeK defendemos que cada um sabe de si, mas queremos dar uma ajuda a quem decidir seguir o conselho do Presidente e passar os dias de descanso do trabalho pelos caminhos de Portugal. Porque na verdade opções não faltam e muitas disputam - sem ficar a dever nada - interesse e beleza com muito boa oferta internacional, seja na praia ou no campo.



Assim, recomendamos que se estiver a pensar aproveitar os dias de descanso cá dentro comece por espreitar a nova campanha do Turismo de Portugal, desenhada à medida do mercado interno.






O slogan é "Descubra Portugal, um país que vale por mil" é até 2011 a forma escolhida para promover Portugal junto dos portugueses, que se bem que viajem cada vez mais para fora, no ano passado ainda representaram um terço das dormidas realizadas no país.

[caption]Visit Portugal[/caption]

A presença institucional para o mundo, enquanto destino turístico, também é interessante como ponto de partida para uma abordagem exploratória do território. O Visit Portugal, portal oficial do Turismo de Portugal, reúne informação de agenda, grandes eventos, alojamentos, ofertas especiais, itinerários e muitas outras. Um mapa interactivo permite mergulhar no país por regiões, obter informações e consultar propostas.

A gastronomia não podia faltar neste roteiro. Aliás, já está implícita porque quase todos os sites de turismo reservam uma área a recomendar locais onde é possível desfrutar de uma boa refeição, mas aqui fica uma sugestão, toda a ela dirigida a um país de bons garfos. O Prove Portugal (também mostrado no Visit Portugal) é um projecto relativamente recente e cujo nome ilustra bem os objectivos. Às receitas, produtos e vinhos que merecem destaque em áreas próprias do site e que ajudam a contar a história da gastronomia portuguesa, junta-se na plataforma online uma área dedicada a restaurantes que podem ser informação útil para quem está de visita a uma zona do país que não conhece tão bem, mas que pretende explorar também a nível gastronómico.

[caption]Prove Portugal[/caption]

Os candidatos a Chefe Cozinheiro do Ano, e respectivas casas, estão ali assinaladas, para quem quiser conhecer os candidatos a melhor dos melhores. Há também uma área do site onde se agrupam coordenadas para quem quer visitar algum dos restaurantes portugueses brindados com estrelas Michelin. A Gastronomia com Vinho do Porto também tem espaço próprio de destaque, assim como o Guia Boa Cama Boa Mesa, o guia há oito anos editado pelo Expresso e que recomenda e classifica restaurantes e alojamento em todo o país.

[caption]Sair+[/caption]

Desenvolvido por portugueses e centrado em Portugal, o SairMais é outra paragem a visitar por quem prepara umas férias em território nacional. A plataforma aplica o conceito das redes sociais ao turismo e propõe informação dirigida ao interesse de cada utilizador, manifestado no respectivo perfil que este é solicitado a criar. Os promotores garantem que toda a informação disponibilizada é georeferenciada e contextualizada. Uma das áreas do site que vale a pena visitar é a secção de experiências onde pode consultar diversas sugestões de coisas a fazer em diversas regiões do país.


Quem estiver mais interessado em consultar informação sobre regiões específicas do país também deve gastar algum tempo online, porque quase todos os municípios e regiões de turismo concentram esforços no canal online para levar a sua oferta mais perto de cada internauta. O mesmo fazem organizações privadas com projectos que procuram dinamizar zonas ricas em património histórico ou natural do país.

[caption]Aldeias do Xisto[/caption]

Deixamos o exemplo das Aldeias do Xisto, para quem não quer fazer do próximo verão umas férias exclusivamente de praia (e mesmo para esses, por aqui também há praias fluviais) e está disposto a alguma aventura e exercício físico, quanto mais não seja, andar a pé.



Da responsabilidade da Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto, o projecto desenvolve-se em parceria com 16 municípios da Região Centro e com mais de 70 operadores privados. Reaviva um património histórico do país e propõe diversas actividades para o desfrutar. Outras regiões do país têm iniciativas idênticas, como traduzem as Casas Brancas, um esforço para promover turismo de qualidade na Costa Vicentina.


Para quem está no continente, disposto a andar de avião, mas mantendo a máxima do vá para fora cá dentro os Açores também podem ser opção - tal como a Madeira.

[caption]Açores[/caption]

Esta região que dificilmente não o deixará encantado tem pontos de interesse de sobra para quem a está a descobrir. Antes de escolher as ilhas a visitar veja online os pontos de interesse que as caracterizam. Uma informação importante a consultar é também a das festas. Existem diversas no verão de carácter religioso, boa parte delas animadas com largadas de touros, para quem gosta do género. Para saber mais passe pelo Guia Turístico da Região ou pelo site oficial da região.

[caption]Sapo Praias[/caption]

Fechamos com uma sugestão dirigida aos amantes incondicionais da praia, que em Portugal, ou fora dele, não imaginam um verão sem água salgada e a brisa do mar. Se quer conhecer novas praias, ou ter sempre a certeza que se desloca para uma com bom tempo e algum espaço para colocar a toalha, antes de sair de casa pode consultar o SAPO Praias e ver em directo imagens do local - quando disponíveis - e informação sobre temperaturas e outros dados úteis.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.