É caso para dizer: de passo em passo os felinos chegaram à Califórnia. A Apple apresentou na WWDC 2013 a mais recente versão do sistema operativo para computadores. O Mac OS X Mavericks é o primeiro de uma longa linhagem de software que vai prestar tributos a locais na Califórnia, local onde está sediada a marca da maçã.

Para trás ficam nove versões do sistema operativo dos Mac - desktop, All-in-One e portáteis - que fizeram uso de várias raças de felinos como nome de batismo. E antes da referência às novidades técnicas, esta foi mesmo a primeira grande novidade da Apple sobre o mais recente sistema operativo.

"Felizmente temos um grupo criativo na Apple, que pensa fora da caixa", ironizou o vice-presidente da marca da maçã para o sector de engenharia de software, Craig Federighi, durante a apresentação.

O TeK analisa agora as principais novidades do mais recente operativo da Apple, depois de também o já ter feito com o Windows 8.1 e com o Ubuntu Raring Ringtail.

Tal como já vem sendo hábito, cada nova versão do software aparece como uma evolução tecnológica, tanto a nível de integração com o hardware como a nível de pequenas melhorias para o utilizador. O Mavericks - em alusão a um local privilegiado para a prática de surf - representa mais um passo no aprimoramento do Mac OS X como sistema operativo.

Em traços gerais, a versão 10.9 do software promete um maior pragmatismo para os utilizadores e mostra-se também mais autónomo e inteligente, sobretudo através dos novos modelos de indexação e gestão de consumos. Craig Federighi preferiu destacar a capacidade de resposta do sistema operativo e os menores consumos de energia que prometem mais horas de trabalho, sobretudo nos portáteis.

[caption]Mac OS X[/caption]

Deslizar nas ondas

Uma das novidades que contribui significativamente para os novos desempenhos é a função chamada App Nap. Este software monitoriza os recursos que são realmente necessários e que estão a ser "vistos" e utilizadores pelo utilizador.

Por exemplo, se a janela do Safari estiver aberta a reproduzir um conteúdo multimédia em HTML 5 o consumo de processamento, e consequentemente energético, é grande, mas se a janela for sobreposta por uma outra, com fotografias por exemplo, o nível de processamento cai a pique. O Mavericks tem a tal "inteligência" suficiente para perceber quando o utilizador vai voltar ao browser e dispara novamente o processamento para que a experiência multimédia não fique comprometida. Mas entretanto a poupança já lá está.

A App Nap, em conjunto com a compressão de memória RAM, cria automaticamente espaço na memória para que novas aplicações sejam iniciadas ou retomadas sem atraso. Os resultados práticos, garante a Apple, chegam a ser 1,4 vezes mais rápidos do que na versão Mountain Lion.

Para a capacidade de resposta melhorada do sistema operativo, que agora apresenta quase todas as ações e tarefas em 60 frames por segundo, contribui ainda o temporizador aderente - chamado de timer coalescing - que reduz a atividade do PC até 72% quando a máquina fica inativa. O software consegue otimizar as transições de processamento.

Dominar o tubo

O Mac OS X Mavericks traz algumas pequenas alterações que vão permitir um maior pragmatismo durante a sua utilização. Uma das novas funcionalidades é o Finder Tabs, uma solução que permite reunir sob a mesma janela várias outras janelas, que são geridas em modo de separadores - tal como nos browsers.

[caption]Mac OS X[/caption]

Entre os separadores é possível mover conteúdos - como documentos ou imagens -, tornando mais simples a gestão de documentos e exigindo menos gestos por parte dos utilizadores.

No campo dos conteúdos o destaque vai para a hipótese de poderem ser identificados com etiquetas e agrupados em grupos de etiquetas. Quando um utilizador grava um documento, além do nome e da localização no computador, pode identificar o ficheiro como "importante" e "negócios". Esta categorização fica disponível na barra lateral das janelas de aplicações e através da pesquisa interna ao estilo motor de busca. "A pesquisa está mais poderosa", é uma das ideias evidenciadas pela Apple no mais recente sistema operativo.

[caption]Mac OS X[/caption]

E as notificações parecem seguir o mesmo caminho. Agora vai ser possível responder a mensagens e emails dentro das próprios notificações, atender ou rejeitar chamadas do FaceTime, eliminar emails e receber notificações push, que estão subscritas noutros dispositivos, também nos Mac.

No ecrã de iniciar sessão, quando o computador foi suspenso, são reunidas todas as mensagens que o utilizador perdeu enquanto esteve "fora", um sistema que permite decidir logo se vale a pena retomar a sessão no computador ou se nenhuma das mensagens tem interesse.

Mas de todas as novidades apresentadas, incluindo das que ainda não foram referidas, houve uma que conseguiu gerar mais entusiasmo na plateia: o suporte para ecrãs múltiplos. A nova funcionalidade permite a partilha de menus e documentos entre dois equipamentos, permite trabalhar numa aplicação num ecrã e manter uma aplicação diferente aberta no segundo, além de ser possível arrastar janelas entre as duas telas.

[caption]Mac OS X[/caption]

O Multiple Display também é compatível com a Apple TV.

Prancha de aplicações

A Apple decidiu ainda atualizar algumas aplicações e introduzir novos programas que querem fazer a diferença na utilização do Mac OS 10.9, sempre a puxar para a simplicidade e para a velocidade do sistema em dar resposta às necessidades dos utilizadores.

O Safari tem uma nova página inicial que reúne os sites mais visitadas pelo utilizador e que podem ser personalizados em ordem e quantidade. A barra lateral do navegador também está diferente, ao concentrar em pequenos separadores os marcadores, a lista de leitura e um feed de atualizações que tem por base o LinkedIn e o Twitter.

[caption]Mac OS X[/caption]

Algumas alterações na arquitetura do navegador também permitem que o Safari diminua o nível de processamento e consumo energético por página, e torne o desempenho mais rápido, sobretudo na materialização da linguagem JavaScript em elementos visuais.

No Calendário foi acrescentada a integração com o Facebook e o suporte a tempos de viagem, localização e previsões meteorológicas. Assim, quando um utilizador define um evento no calendário, fica a saber qual o tempo que vai fazer nesse dia e recebe sugestões de restaurantes e outros locais com base na localização para onde vai.

A nível de viagem, dependendo do meio escolhido para circular, o computador cria uma notificação que depois lembra o utilizador de quando deve partir para chegar atempadamente ao compromisso. A sincronização com o iPhone e iPad está garantida.

Na perspetiva das novidades "novas" há o iCloud KeyChain, uma ferramenta que agrega vários dados do utilizador e permitem realizar uma autenticação de forma mais rápida. O software guarda os nomes de usuário, as palavras-passe dos serviços ou de redes Wi-Fi e até as informações do cartão de crédito, dados que são sugeridos automaticamente sempre que são requisitados este tipo de informações numa página Web.

[caption]Mac OS X[/caption]

A segurança, garante a Apple, está garantida através da encriptação de dados. O iCloud KeyChain também tem sincronização entre equipamentos da marca da maçã.

Por fim falta referir a chegada do iBooks aos Mac. Sem grandes diferenças relativamente às versões móveis, e na mesma com 1,8 milhões de conteúdos disponíveis, toda a livraria do iOS fica disponível nos computadores da Apple. Algumas das principais funcionalidades, como o modo de leitura noturno e o suporte a livros interativos estão garantidos.

[caption]Mac OS X[/caption]

A versão PC tem algumas vantagens como a vista estendida para inclusão de anotações nas páginas dos livros.

Quando sacar as melhores ondas

O Mac OS X Mavericks ainda não tem uma data definida para chegar ao mercado além do espaço temporal "outono". Todos os que tiverem interessados podem experimentar para já a versão de pré-visualização que está na segunda versão.

O TeK sugere agora aos leitores que deixem na caixa de comentários as primeiras impressões sobre o novo sistema operativo da Apple.

Rui da Rocha Ferreira


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.