A Internet tornou-se uma das mais relevantes portas de entrada para o mundo da música sacudindo por completo modelos instalados e alinhamentos de negócio. As ofertas ilegais continuam a existir, mas para sossego dos utilizadoras e das editoras discográficas, o número de serviços que permitem o acesso gratuito a música, sem ilegalidades são cada vez mais.

Como borlas é algo que toda a gente gosta, as ofertas que conseguem reunir os ingredientes chave têm feito furor e rapidamente conseguem emergir num universo online onde milhares de serviços são lançados todos os dias. Hoje juntamos umas quantas propostas que dão a quem gosta de borlas a segurança de estar a ouvir música legal, com o prazer de não ter de pagar por isso e o atractivo adicional de não perder qualidade, ainda que o sonoro chegue em streaming. A única restrição à vista é que a utilização das faixas de música disponibilizadas por estes serviços está restrita ao universo dos serviços em questão. Não pode levá-la no MP3 ou no telemóvel.

Começamos pelo Deezer. É um serviço de origem francesa que nasceu em 2006 sendo um dos primeiros a introduzir a lógica da Jukebox no universo dos serviços online. Hoje está traduzido para mais de 20 línguas, oferecendo um catálogo diversificado de conteúdos aos mais de um milhão de utilizadores que todos os dias passam pelo site.

No ano passado assinou um acordo com a Universal que lhe permitiu adicionar mais um milhão de títulos ao catálogo disponível, de onde também já constavam títulos geridos pela Sony.

Para desfrutar dos serviço o utilizador pode criar listas de músicas de forma manual ou usando a SmartRadio, que permite gerar uma canal de rádio com base num artista escolhido à partida. Às músicas é possível adicionar vídeo.

http://imgs.sapo.pt/gfx/475095.gif

Um mês após a estreia o Spotify já reunia mais de um milhão de utilizadores. Trata-se de mais um serviço na lógica da Jukebox, que se baseia num sistema híbrido de P2P, em que o utilizador não paga nada para ter acesso à gigantesca biblioteca de conteúdos disponíveis que pode ser ouvida gerida e partilhada, sempre no âmbito do serviço. Há quem descreva o serviço como a combinação perfeita entre o iTunes e a Last.fm. EMI, Warner Music e Sony BMG são algumas das editoras com acordos firmados com o serviço, que tem nos seus mentores um dos criados do uTorrent.
Além da ampla variedade de conteúdos, o serviço tem ganho sucesso graças à qualidade do som em streaming que consegue oferecer.
Para usar é preciso descarregar o cliente, disponível para Windows e Mac. É também preciso ser convidado. Ainda não está disponível uma versão para Portugal embora já circulem na net formas de aceder ao Spotify a partir de qualquer parte do mundo.

http://imgs.sapo.pt/gfx/475097.gif

Outra história de sucesso é a do We7, cujo um dos membros fundadores é Peter Gabriel. O serviço também oferece música de acesso gratuito (embora também venda). A remuneração dos artistas é garantida pela publicidade que anima a plataforma e que precede cada faixa ouvida ou descarrega pelo utilizador, quando este acaba por optar pela compra, depois da audição sem qualquer tipo de restrição. Estão disponíveis mais de 3,5 milhões de músicas que começaram por poder ser descarregadas em formato MP3 para o PC do utilizador, sem custos. Hoje o modelo foi abandonado e a grande maioria dos conteúdos de acesso gratuito está apenas disponível em streaming.

http://imgs.sapo.pt/gfx/475099.gif

Mais na lógica da rede social mas também com muito para dar a quem gosta de descobrir novos sons ou estar a par dos êxitos mais recentes, ou mais antigos, temos de fazer referência ao MySpace e ao Imeem.

Ambos reúnem muitas mais funcionalidades que as associadas à música, mas também são relevantes pela quantidade de artistas, consagrados e em promessa, que decidem - sobretudo no MySpace - estrear novas trabalhos e tentar uma aproximação mais directa aos fãs.

No caso dos candidatos a artistas também não são raros os esforços de ganhar revelo por esta via. Um dos exemplos portugueses mais recentes é sem dúvida o da cantora Ana Free.

http://imgs.sapo.pt/gfx/475096.gif

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.