Porque isto não é só lançar consolas. É preciso alimentá-las. E alimentá-los, aos jogadores. De nada serve ter um sistema potente ou um comando diferenciador se essas vantagens não são aproveitadas através de títulos que façam o queixo cair, o cérebro ficar agarrado na história e os dedos ganharem calo de tanto esforço.

2013 foi sem dúvida um ano que vai ficar marcado na história do gaming. Os lançamentos da PlayStation 4 e da Xbox One fecharam a oitava geração de consolas, juntando-se assim à Nintendo Wii U. E cada plataforma teve grandes lançamentos que comprovam a qualidade diferenciada dos sistemas: Killzone Shadow Fall na PS4, Super Mario 3D World na Wii U e Forza Motorsport na XB1.

2014 já vai pelo mesmo caminho. Os três ecossistemas já receberam títulos, todos recentemente, que devem ser rotulados como obrigatórios para os jogadores que querem ter as melhores experiências nas suas consolas. Na PlayStation 4 trata-se de inFAMOUS: Second Son, na Wii U fala-se de Donkey Kong Country: Tropical Freeze e na XB1 a grande bandeira é transportada por Titanfall.

O TeK já teve contacto com inFAMOUS: Second Son e Donkey Kong Country: Tropical Freeze. Sobre o jogo da consola da Sony só existem palavras positivas para dizer: gráficos da altíssima qualidade, ação cheia de espetacularidade e um verdadeiro jogo de nova geração. Sobre o título da consola da Nintendo o que se pode dizer é que é uma aposta certeira, um jogo moderno de plataformas, mas que mantém todo o espírito clássico que o caracteriza; é divertido - o sistema de transporte por barris nunca cansa -, muito desafiante, mas falha em conseguir aproveitar o Wii U GamePad.

Sobre Titanfall, só pelo que tem sido lido e visto em plataformas de vídeo, fica também a certeza de que é um jogo must have. É um first person shooter de proporções épicas, com altos níveis de competitividade e um conceito fresco neste populoso segmento de jogos.

Isto para dizer o quê? Para dizer que do que foi apresentado em 2014 estes são os jogos que deve colocar já no topo das suas prioridades, se ainda não os comprou.

Mas para a frente é que é o caminho e o TeK enumera a seguir alguns jogos, para as novas consolas, que vale a pena manter debaixo de olho. Fica a promessa de que num futuro breve também serão analisados os grandes lançamentos que estão agendados para 2014 nas consolas portáteis.

Navegue pelas próximas páginas para saber quais os jogos que prometem fazer o ano.

Watch Dogs

É o grande jogo que já devia ter sido. O seu lançamento estava previsto para o final de 2013, mas acabaria por ser adiado. Agora a estreia vai-se fazer a 27 de maio para PS4 e XB1, chegando a versão para Wii U depois de junho numa data ainda por anunciar.

O jogador encarna a personagem de Aiden Pearce e explora um mundo da Internet das Coisas, onde vários equipamentos estão ligados entre si através de um supercomputador que dá pelo nome de CtOS. A ação desenrola-se numa versão fictícia da cidade de Chicago. O título vai usar o estilo de jogo stealth, semelhante ao de Assassin's Creed, mas num mundo moderno.

A Ubisoft usa um motor de jogo novo e específico para Watch Dogs, que dá pelo nome de Disrupt, e trabalhou com a empresa de segurança Kaspersky para que o sistema de hacking fosse mais realista.

Destiny

A meta não é pequena: o objetivo é de que Destiny se torne uma das franquias mais vendidas de sempre. O desejo foi revelado pelo diretor executivo da Activision Blizzard, empresa que vai lançar o jogo em parceria com o estúdio de desenvolvimento Bungie.

Destiny é um FPS de mundo aberto que se passa num ambiente fantasioso e pós-apocalíptico. A aventura desenrola-se sempre online e diz-se que tenta dar uma nova perspetiva aos jogos multiplayer que se jogam através da Internet.

O facto de ser da mesma equipa que também desenvolveu Halo, é um motivo suficiente para assinalar a data no calendário. Chega a 9 de setembro para a PS4 e XB1.

Mario Kart 8

O jogo dispensa apresentações. É um clássico que vai voltar na sua melhor forma de sempre, que é como quem diz, com gráficos em resolução HD. E numa altura em que tanto se discute a performance da Wii U, fica o aviso de que o jogo vai correr sempre a 60 frames por segundo.

É um dos grandes títulos da Nintendo para 2014 e acredita-se que vá conseguir mover milhares de consolas das lojas para casa dos jogadores. Já estão a ser preparados inclusive acessórios dedicados para o jogo.

Gosta de corridas divertidas? Então só terá que esperar até 30 de maio.

Tom Clancy's The Division

O bilhete de entrada para este jogo da Ubisoft é o motor de jogo Snowdrop, que consegue simular luminosidade e texturas meteorológicas em tempo real. O dia vai passando no jogo tal como acontece na realidade, e isso afeta os restantes elementos, como a neve.

O jogador vai fazer parte de uma equipa de contenção que vai tentar salvar as pessoas sobreviventes de uma doença que se propagou nos EUA no Dia de Ação de Graças.

Os gráficos mostrados nos trailers impressionam e o facto de ser um jogo tático na terceira pessoa vai certamente fazer subir a fasquia nos jogos Tom Clancy. Espere por ele no último trimestre do ano na PlayStation 4 e Xbox One.

Child of Light

Um jogo de um grande estúdio - outro da Ubisoft -, mas que tem aspeto de indie. A história não podia ser mais cliché do que aquilo que é descrito: uma criança que é raptada, tem que voltar para casa e até lá restituir a "paz" no mundo. Mas aqui a paz substitui-se pela luz, do sol, da lua e das estrelas.

Child of Light é um role playing game com elementos de side scrolling. Está prometida uma vertente de multijogador para o caso de ter medo do escuro. O mundo fantasioso, animado e fluído são os elementos a reter neste título.

Chega a 30 de abril para as três consolas.

Oddworld: New 'n' Tasty!

Um clássico que se reinventa para as consolas de nova geração. Em Oddworld: New 'n' Tasty! o jogador veste a pele de Abe, o extraterrestre que ficou bastante conhecido sobre na PlayStation original.

O jogo vai chegar durante o segundo trimestre deste ano e promete trazer um sistema de comunicação mais complexo e robusto: o jogador tem que libertar os companheiros que são escravos e para isso deverá usar um conjunto de frases pré-definidas.

O novo jogo mantém o aspeto 2,5D e o estilo side scrolling, misturado com desafios de puzzle que se não ultrapassados corretamente, vão resultar no seu rebentamento em mil pedaços.

"Follow Me? Hehehe". De novo, na PS4, XB1 e Wii U.

Evil Within

Os cardíacos devem afastar-se de imediato deste jogo. É que Evil Within, do criador de Resident Evil, promete salvar o estilo survival horror dos jogos menos conseguidos dos últimos tempos.

Só de ver o trailer o coração fica aos pulos. O jogador vai encarnar a personagem de um jornalista que está a fazer uma investigação, mas vê-se apanhado por uma rede de monstros assassinos. O jogador acorda pendurado de cabeça para baixo como se estivesse num matadouro. Depois é fazer pouco barulho e lutar pela vida.

Cenários sombrios, sangretos e silenciosos vão fazê-lo saltar da cadeira. Este será também um jogo que vai potenciar certamente os serviços de live streaming como o Twitch. Sobreviva na PlayStation 4 e Xbox One.

Bayonetta 2

É possivelmente um dos jogos mais aguardados para a Wii U porque é um título AAA que não tem origem nos estúdios da gigante japonesa. E porque o jogo tem gráficos de alta qualidade e promete muita violência. Muita mesmo. Esperem até experimentar o Umbran Climax, o ponto em que a personagem liberta todo o seu poder de combate.

Bayonetta 2 é a sequela de um jogo que é mais de culto do que propriamente um blockbuster. O jogador vai tomar o lugar de Bayonetta, pois claro, e vai embarcar numa jornada para salvar Jeanne, a sua antiga inimiga, que foi levada pelos "anjos" para o Inferno.

O jogo vai ter um modo multijogador. Porque bater a dois é muito melhor do que espancar meio mundo sozinho, certo?

Batman: Arkham Knight

14 de outubro. É a data em que o quarto título da franquia Batman Arkham chega ao mercado e às consolas de nova geração, menos a Wii U.

A evolução gráfica vai ser um dos elementos mais sentidos, já que a nível de jogabilidade e de ferramentas de jogo não devem existir muitas alterações relativamente ao "episódio" anterior.

Está prometida muita ação e adrenalina, e no mesmo ecrã o jogador pode ter que se bater até com 50 inimigos. O Batmobile vai estar à sua espera assim como muitas caras conhecidas, como o Two Faces. A escura cidade de Gotham chama por si.

The Order 1886

Imagine a história de Van Helsing adaptada num jogo exclusivo para a PlayStation 4. The Order 1886 bebe um pouco desta fórmula que cruza história, com factos e fantasia para criar um jogo que também promete dar muito que falar.

O jogador vai fazer parte de uma ordem mundial que há centenas de anos tem trabalhado para manter os monstros longe das pessoas.

A ação tem lugar em Londres, durante o século XIX, e explora muito os avanços tecnológicos que foram feitos na época. Avanços que vão ser fulcrais para derrotar a horda de monstros que até aqui, tinha saído por cima na maioria das batalhas travadas.

Chega no final do ano, mesmo a tempo das vendas de Natal.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.