A Academia Britânica de Artes do Cinema e Televisão (BAFTA) é conhecida por atribuir os "oscars" britânicos nas áreas ligadas à representação audiovisual. Mas os prémios da organização do Reino Unido estendem-se a outras áreas, incluindo a dos videojogos.

As condecorações deste ano foram distribuídas por vários títulos, alguns dos quais conseguiram vencer em mais do que uma categoria.

Enquanto Dishonored levou aquele que é talvez o prémio mais cobiçado - o de melhor jogo -, a produção Journey dos estúdios thatgamecompany acabou por ser a grande vencedora da gala. O role playing game arrecadou cinco estatuetas, entre as quais a de melhor jogo online e de melhor realização artística.

Conheça com mais detalhe os vencedores da edição de 2013 dos BAFTA.

Dishonored: melhor jogo

[caption]Dishonored[/caption]

Desenvolvido pelos Arkane Studios e publicado pela Bethesda, Dishonored segue a história de Corvo Attano, o guarda-imperial da imperatriz que reinava a cidade industrial de Dunwall e sobre a morte da qual foi acusado. Attano vê-se então forçado a assumir realmente a posição de assassino numa jornada para encontrar os responsáveis pela conspiração do qual é vítima.

O jogo desenrola-se em perspetiva da primeira pessoa e implica dois tipos de missões: em modo encoberto, onde o objetivo é passar despercebido, e em modo de ação onde o sangue faz parte da narrativa. Pelo caminho, o jogador vai assimilando habilidades mágicas e o curso da história altera-se conforme as escolhas que vão sendo feitas.

Disponível para PC, Playstation 3 e Xbox 360 desde outubro de 2012, o enredo da história e a liberdade de ação foram determinantes para a atribuição do prémio e para a aclamação da crítica.

Journey: melhor jogo multiplayer online, melhor design, melhor realização artística, melhor música original e melhor realização sonora

[caption]Journey[/caption]

Grande vitória para a thatgamecompany e para o universo do indie gaming.

Como a lista de prémios deixa antever, a sonoridade é uma parte fundamental do jogo. Os utilizadores controlam uma personagem que vagueia pelo deserto à procura do caminho para uma montanha. Durante a ação os jogadores cruzam-se com outros personagens ligadas em tempo real através do modo multi-jogador, mas a comunicação não é feita através de palavras e gestos mas sim através de sons.

O visual e o caráter artístico de Journey também foram fortemente louvados pela crítica especializada, pelo que os BAFTA não podem aparecer como uma surpresa mas como uma confirmação.

Um exclusivo para Playstation 3 que teve estreia em março de 2012 na PS Network.

The Walking Dead: melhor jogo para dispositivos móveis e consolas portáteis, melhor história

[caption]The Walking Dead[/caption]

O estilo de jogo point-and-click não deve ser desvalorizado em termos de qualidade. A prova é The Walking Dead: The Game, título produzido pela Telltale Games e que retrata em formato de videojogo o universo criado na banda desenhada e que também foi replicado numa série televisiva.

Georgia. Apocalipse de Zombies. Lee Everett cruza-se com a pequena Clementine, e juntos com um grupo de sobreviventes têm que ultrapassar as dificuldades de um mundo perigoso e instável. Em vez de mini-games e puzzles, TWD centra-se na construção de personagens e no desenvolvimento da história que é condicionado por cada escolha de diálogo feita.

O jogo consiste em cinco episódios que foram lançados de forma separada, mas que agora podem ser adquiridos de uma vez só. iOS, PC, Playstation 3 e Xbox 360 são as plataformas onde os jogadores podem tentar a sua sorte no meio de zombies.

Starcrossed: melhor jogo para seguir no futuro

[caption]Starcrossed[/caption]

Uma viagem espacial que correu mal e uma nave mal dirigida são os pronúncios para um jogo mais ao estilo de animação. Mas de mal a menos: os jogadores têm à disposição uma personagem equipada com um propulsor.

O objetivo é apanhar todas as estrelas que existem em cada nível programado por uma equipa de estudantes finlandeses que compõe o estúdio de produção Kind of a Big Deal.

O sistema de jogo faz lembrar o título Angry Birds Space, sobretudo nas bolhas gravitacionais que existem à volta de cada corpo celeste. Voltar para casa? Só no Android e Windows Phone.

The Unfinished Swan: melhor inovação de jogo, melhor jogo de estreia

[caption]The Unfinished Swan[/caption]

Um jogo com um conceito alternativo. Os jogadores incorporam uma personagem de nome Monroe que parte à procura de um cisne que fugiu de um desenho. O ambiente de jogo? Um cenário completamente branco.

Os utilizadores têm que atirar bolas de tinta pretas contra toda a área do cenário para conseguir descobrir qual o caminho a seguir. O conceito é básico mas a jogabilidade pode ser desafiante em termos mentais e de orientação. Existem cenários mais complicados onde as cores estão invertidas e o caminho tem que ser pintado com uma cor pouco distintiva.

O jogo esteve em desenvolvimento desde 2008, foi lançado em outubro do ano passado, e só está disponível para Playstation 3 através da PS Network.

Outros prémios BAFTA

A associação britânica distinguiu ainda o Far Cry 3, como melhor jogo de ação, o The Room, como melhor jogo britânico, o Lego Batman 2, como melhor jogo familiar e Xcom - Enemy Unknown como melhor jogo de estratégia.

Houve ainda prémios para SongPop na categoria de melhor jogo online, New Star Soccer no setor de desporto e fitness e duas distinções para pessoas de carne e osso: Danny Wallace em Thomas Was Alone como melhor performance e Gabe Newell, diretor de desenvolvimento de jogos da Valve com o distinção Irmandade - um de prémio pela carreira que tem desenvolvido.

E os leitores, que outros jogos gostavam que tivessem sido distinguidos pelos BAFTA? Podem deixar as opiniões na caixa de comentários.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.