Entre as muitas redes sociais à disposição dos internautas nos dias que correm, o Facebook destaca-se das demais, apelidado por muitos como o mais expressivo "fenómeno" de crescimento. Com seis anos de vida completados o mês passado, o serviço conta com perto de 400 milhões de membros em todo o mundo, 35 milhões dos quais actualizam o seu estado todos os dias.

Em Portugal, a utilização da rede social mais falada do momento também vive um momento de glória. Em Dezembro ultrapassou pela primeira vez o Hi5 em número de páginas visualizadas, que até então tinha sempre reunido as preferências dos portugueses, e em Janeiro sagrou-se o campeão absoluto nos acessos domésticos, com maior número de páginas visitadas que o Google.pt.

Embora as redes sociais já convençam muitos dos utilizadores da Web, as questões relacionadas com a privacidade ainda são uma dor de cabeça para muitos. No final de 2009, o Facebook introduziu novas ferramentas para o efeito, que apesar de criticadas, permitem ao utilizador fazer uma gestão "personalizada" e detalhada de quais os conteúdos publicados e dados de perfil que queremos partilhar, e com quem queremos fazê-lo - mesmo sem que os visados por algumas restrições "extra" se apercebam de que estão a ser alvo de uma pequena "selecção" mais apurada daquilo que lhes é apresentado.

Uma das principais críticas apontadas às ferramentas de privacidade da rede social "do momento" são as dificuldades ao nível da usabilidade. A pensar nisso propomos-lhe uma visita guiada e algumas dicas para tirar melhor proveito das opções que à primeira vista poderiam passar despercebidas.

Para aceder à "caixinha mágica" que lhe permite gerir tudo aquilo a que tem direito, precisa primeiro de seleccionar o último separador do canto superior direito quando se encontra na página principal do Facebook (e devidamente autenticado enquanto utilizador).

[caption]Sugestão TeK: Proteja a sua privacidade no Facebook[/caption]

Acedendo à área reservada à "Definições de privacidade", ser-lhe-á apresentado um menu que divide as várias ferramentas pelas categorias "Informação de perfil", "Informação de contacto", "Aplicações e sites", "Pesquisar" e "Lista de utilizadores bloqueados".

[caption]Sugestão TeK: Proteja a sua privacidade no Facebook[/caption]

Como "para grandes males, grandes remédios", começamos pela última das opções, que lhe permite impedir que alguém chegue sequer a sonhar que o leitor tem um perfil no Facebook. Para isso, basta introduzir o email de algum potencial visitante indesejado e inseri-lo na lista de utilizadores bloqueados. Caso este tenha um perfil na rede social e faça uma pesquisa pelo nome do leitor, o perfil deste não será incluído nos resultados da pesquisa.

Se o ilustre conhecido tentar encontrá-lo pelo endereço de email, o serviço informa-o de que a pessoa que procura não se encontra na rede social, mas permite o envio de uma mensagem para o correio electrónico, sugerindo que este se junte à rede social. A ferramenta também pode ser usada para bloquear actuais contactos na rede social, fazendo com que o leitor seja erradicado da lista de amigos do contacto bloqueado e deixe de figurar nos seus resultados de pesquisas.

[caption]Sugestão TeK: Proteja a sua privacidade no Facebook[/caption]

Se mudar de ideias, os nomes introduzidos na "lista negra" podem sempre ser removidos da mesma (através da opção "eliminar", apresentada depois do nome), mas caso deseje restabelecer os laços "facebokianos" terá de voltar a adicioná-lo como amigo - ou esperar que este o faça. Atenção que um contacto bloqueado e depois desbloqueado não pode voltar a ser incluído na lista de "personas non gratas" antes de volvidas 48 horas sobre o primeiro evento.

Menos drástica, muito mais discreta e quase igualmente eficiente é a opção de restringir o acesso de um determinado utilizador (ou várias) aos conteúdos a que não quer esta tenha acesso. Imagine, por exemplo, que a pessoa em questão já sabe que o leitor tem um perfil na rede social e se trata de alguém que não quer melindrar recusando o pedido de amizade, pode partilhar com ele apenas alguma informação seleccionada.

A chave para essa gestão de conteúdos passa pela secção "Informações de perfil". Aqui é possível definir qual o nível de privacidade que queremos conferir para cada uma das 12 "categorias" de informações associadas ao perfil, que vão desde os dados pessoais do utilizador, às suas actualizações de estado, fotografias e vídeos, publicados por si ou onde tenha sido identificado, ou comentários e conteúdos partilhados por amigos no seu mural.

[caption]Sugestão TeK: Proteja a sua privacidade no Facebook[/caption]

Para cada uma destas categorias de dados existem três opções de partilha, que permitem que este escolha se quer que os conteúdos ali incluídos estejam acessíveis a "Todos" (os membros da rede social), "Amigos de amigos" ou "Apenas amigos". A actualização é simples e rápida e permite criar vários filtros de privacidade consoante a sensibilidade da informação contida na categoria em questão.

Mas para além das referidas definições, que são aplicadas à generalidade dos contactos possíveis na rede social ("Todos", "Amigos de amigos" ou "Apenas amigos"), existe uma quarta possibilidade: "Personalizar" - que permite barrar de forma discreta os conteúdos a um ou vários dos contactos em particular, sem ferir susceptibilidades, uma vez que a pessoa continua a conseguir aceder ao perfil e a interagir com o utilizador mas com uma vista "filtrada" dos seus conteúdos.

[caption]Sugestão TeK: Proteja a sua privacidade no Facebook[/caption]

Todas as categorias de "informação de perfil" apresentam esta opção e permitem criar listas de contactos que podem ser alteradas a qualquer momento, embora só seja possível restringir o acesso desta forma a pessoas que já se encontrem na lista de amigos do utilizador.

[caption]Sugestão TeK: Proteja a sua privacidade no Facebook[/caption]

No que respeita às fotografias publicadas, o utilizador deverá seleccionar quais as permissões de acesso a aplicar a cada álbum individualmente e também seleccionar nomes de contactos aos quais pretende restringir o acesso a um conjunto de fotografias (ou todas). Os controlos podem ser encontrados seguindo o caminho "Informações de perfil", "Álbuns de fotos" e "editar definições". Tal como nos casos anteriores, as opções podem ser alteradas a qualquer momento.

[caption]Sugestão TeK: Proteja a sua privacidade no Facebook[/caption]

A lógica de selecção de "graus" de privacidade da informação apresentada aplica-se também à secção "Informações de contacto", onde são apresentados os dados como o endereço de email, contactos de Instant Messaging ou telemóvel do utilizador. Também aqui, o utilizador poderá decidir se quer partilhar com todos os membros da rede social, amigos de amigos ou apenas amigos e ainda "personalizar" pessoas em concreto a quem vedar acesso aos contactos.

Dentro da secção de privacidade é ainda possível definir as regras a aplicar ao acesso à informação do utilizador por parte de aplicações baseadas no Facebook (em "Aplicações e site") e através de motores de busca ou em pesquisas dentro da rede social, que obedecem a uma lógica diferenciada e se afastam do objecto da sugestão de hoje, pelo que serão deixadas para segundas núpcias.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.