Amanhã começa dezembro e por aqui já demos oficialmente início àquele período do ano em que nos vemos forçados a desencantar maneiras de ajudar os nossos leitores a lidar com a data da maneira menos difícil. Ou pelo menos gostamos de acreditar nisso.

Os presentes e toda a logística que lhes assiste - procurar, escolher, comprar, embrulhar, etc - são, para muitos, uma das grandes dores de cabeça da época festiva, mas neste campo, como noutros, a solução pode passar pela organização.

Criar antecipadamente listas com as coisas que vamos vendo e não conseguimos deixar de associar ao Manel ou à Maria é solução viável para os mais organizados, habituados a "jogar na antecipação". Mas admitamo-lo, nem todos somos assim. E as coisas pioram quando não temos tempo ou imaginação para encontrar o presente perfeito para todos. Porque não recorrer a uma pequena ajudinha… dos visados.

A nossa sugestão passa pelo recurso às listas de desejos online, mais conhecidas como Wishlists, que cada vez mais surgem em sites especificamente dedicados ao efeito ou através de botões integrados em lojas virtuais, que permitem assinalar produtos "desejados" - ou mesmo partilhá-los nas redes sociais ou por email.

[caption]Wishlist[/caption]

O conceito pode ter vindo a passar despercebido aos mais distraídos, mas o mesmo não se terá verificado entre os utilizadores assíduos dos sites de compras, por exemplo. Não estará na altura de descobrir com que "tipo" de internautas se relaciona?
Se já forem adeptos destas ferramentas, só tem de lhes pedir para que partilhem consigo as listas, caso ainda não conheçam o conceito, deixamos-lhe alguns sites onde é possível criar e gerir este tipo de listas. O resto é consigo.

A lógica aplica-se também se o leitor estiver interessado em "dar pistas" sobre aquilo que gostaria de receber. Recorda-se da passagem sobre a partilha nas redes sociais? Quem estiver interessado em saber, perceberá com certeza a mensagem…

Começamos com sugestões de páginas criadas especificamente para o efeito, como é o caso do Wishlist.com, que já data de 1998. A utilização do site é gratuita e permite a criação e partilha de listas de prendas para diversas ocasiões, oferecendo, por exemplo, a possibilidade de o utilizador usar o serviço recorrendo às suas credenciais no Facebook. Os artigos podem ser adicionados a partir de qualquer site, garantem os responsáveis pelo serviço.

[caption]Wishlist.com[/caption]

O site conta com funcionalidades que permitem, por exemplo, procurar amigos que usem o serviço, pelo nome ou analisando as listas de contactos do utilizador no Gmail, Hotmail ou Yahoo. Conta também com uma secção dedicada a produtos e uma versão mobile.

A mesma possibilidade de acesso a partir do telefone é assegurada pelo Bling, um serviço onde é clara a aposta no design minimalista e que, para além de partilhar com os outros aquilo que gostava de receber, serve também para mostrar o que se comprou. Também permite receber "recomendações".

[caption]bling[/caption]

A autenticação é feita com recurso às credenciais do Twitter ou Facebook, que servem também para facultar o acesso à lista de contactos do utilizador, mas o Bling compromete-se a "não publicar nada sem autorização".

Notória aposta na estética é também feita pelo Wishlistr, que embora recorra ao mesmo sistema simplificado de autenticação com recurso a credenciais de outros serviços, oferece maior liberdade de escolha nesta matéria. Yahoo, Google, Wordpress ou OpenID, são algumas das possibilidades.

Liberdade de escolha verifica-se ainda ao nível do aspeto que pode ser conferido às listas - das quais deixamos dois exemplos abaixo. O site assegura a possibilidade de procurar conhecidos entre os utilizadores do serviço (por nome, nome de utilizador ou endereço de email) e às formas de partilha tradicionais acrescenta, por exemplo, a possibilidade de incluir a lista no feed RSS dos mais fervorosos interessados em concretizar os desejos do utilizador.

[caption]Wishlistr[/caption]

Numa perspetiva (muito) menos consumista daquilo para que pode servir uma lista de desejos online, fica ainda a referência ao 43Things. O site leva para o plano Web as "resoluções de ano novo", com o propósito de ajudar o utilizar a coloca-las, efetivamente, em prática.

[caption]43Things[/caption]

"Faltam 32 dias para o ano novo… o que é que quer fazer em 2012?", é a frase que dá o mote para as 6.122 resoluções de ano novo já partilhadas. Se ainda não pensou nisso, pode começar por escolher uma das sugestões do site e acrescentá-la à sua lista… ou inspirar-se nas mais populares.

Como referimos acima, a criação de Wishlists encontra-se amplamente divulgada e com grande parte dos sites de compras a integrarem botões para o efeito, mas a verdade é que, como em tantas coisas da vida, "alguns sites são maiores que outros". E Amazon é, sem dúvida, um dos maiores. Além disso, tem a particularidade de assegurar a entrega de encomendas em Portugal.

Não podíamos, por isso, deixar de referir a ferramenta para criação de wishlists disponibilizada pelo site, que permite não só adicionar produtos vendidos pela Amazon, mas também pela concorrência. As funcionalidades são semelhantes a algumas das mencionadas hoje, mas incluem também a possibilidade de acrescentar comentários aos artigos, por exemplo.

[caption]Amazon Wishlists[/caption]

Outro dos exemplos de gigantes que aderiram à funcionalidade é a Apple, que permite a criação de listas de artigos desejados pelos utilizadores do iTunes, como explica no site do serviço.

[caption]criar wishlists no iTunes[/caption]

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.