Ao longo dos anos, a utilização dos dados no smartphone é mais frequente, pois são cada vez mais os serviços que requerem ligações para funcionar. Sejam as trocas de mensagens (com imagens e vídeos) nas redes sociais, assistir a episódios das nossas séries favoritas ou manter uma ligação em partidas multijogador dos videojogos.

Alguns plafonds das operadoras são generosos atualmente, mas isso gera também algum “desleixo” da parte do utilizador que se esquece de consultar os dados restantes (quando há limitações) e tudo aquilo que não deseja é chegar ao meio do mês e receber a notificação da operadora a dizer que “90% dos dados do mês foram consumidos”. Quando isso acontece soam os alarmes e entramos no modo poupança radical, uma vez que, por norma, o preço dos dados extra-plafond é nada barato.

Nesse sentido, conheça alguns truques para poupar no consumo dos dados, sem que tenha de entrar em stress quando “abusa” na utilização dos serviços online. Anteriormente, o SAPO TEK já tinha reunido dicas práticas para poupar dados nas aplicações mais populares.

1 – Saiba quais são as aplicações que mais gastam dados

Segundo dados da Selectra, empresa especializada na comparação de tarifas de telecomunicações, as plataformas de música como o Spotify e de streaming de vídeo como o Netflix, Prime ou Disney+ são as que consomem mais dados. Na sua qualidade máxima, um episódio pode gastar por hora entre 150-200 MB de dados.

Os jogos são outra fonte de consumo de dados, e como exemplos práticos, o Pokémon Go gasta cerca de 20 MB por hora, enquanto Fortnite pode alcançar os 100 MB no mesmo período. Já as redes sociais são a terceira fonte de consumo de dados. Fazer scroll pelas páginas do Facebook ou Instagram é como “abrir uma torneira” de dados, que só “fecha” quando o dedo para de deslizar. Assim, carregar 20 fotografias no Instagram pode consumir cerca de 8 MB e o Facebook gasta perto de 2 MB por cinco minutos de navegação. Mas terá de ter atenção aos vídeos, estes sim, consomem muito, sobretudo plataformas como o TikTok, compostos 100% por vídeo.

2 – Utilize o Wi-fi sempre que possível

Esta dica parece básica, mas quantas vezes está distraído num centro comercial, restaurante ou outro local público a navegar usando os seus dados? Procure uma ligação Wi-fi, peça os dados ao estabelecimento, caso seja necessário. Deverá mesmo desligar os dados móveis nestes locais, para garantir que o equipamento utiliza mesmo a rede local sem comprometer o plafond dos seus dados.

3 – Desative as atualizações e downloads automáticos

Muitas vezes as aplicações não avisam da necessidade de fazer uma atualização e por defeito muitas aplicações têm ativados os sistemas automáticos, para que não tenha de se preocupar. No entanto, deve ter sempre a funcionalidade de pedir autorização, exatamente para que possa fazer o respetivo download numa rede Wi-fi sem gastar dados desnecessários. Os áudios e imagens do WhatsApp também não ajudam, assim como as séries das plataformas de streaming, por isso, garanta que configura os respetivos downloads na presença de rede Wi-fi.

4 – Evite mensagens de áudio quando está fora de rede Wi-fi

Nem sempre temos “pachorra” para responder em texto as mensagens que recebemos nas redes sociais e o hábito de enviar áudios para manter a conversação fluída também ajuda a aumentar os dados gastos. Mais uma vez, evite fazê-lo sempre que dependa dos dados móveis da sua conta.

5 – Tem pouco plafond mensal? Instale versões lite das aplicações

Nem todos os utilizadores têm 5 ou 6 GB de plafond para gastar por mês e por vezes é necessário poupar constantemente. Se esse é o seu caso, experimente instalar versões lite das suas aplicações mais utilizadas. Por exemplo, o Facebook tem uma versão mais leve, obviamente menos apelativa, mas com um consumo menor. Já todas as funcionalidades estão garantidas.

6 – Confirme o seu tarifário e faça ajustes mediante a sua necessidade

A Selectra disponibiliza um comparador das principais operadoras de telecomunicações nacionais. Apenas tem de se ajustar ao plafond que necessita mediante o preço que está disposto a pagar. Segundo o relatório da especialista, os pacotes com 5 a 20 GB costumam ser suficientes para as tarefas diárias dos utilizadores comuns. Mas ainda assim, o consumo de séries e música em streaming poderá obrigar a pacotes mais caros, normalmente sem limites de tráfego. Assim,  poderá optar por pagar 20 euros pela oferta de 20 GB da NOWO, como os pacotes ilimitados da MEO, NOS e Vodafone por cerca de 35 euros.

O How To TeK é a rubrica do SAPO TeK que pretende ajudar todos os utilizadores em tarefas simples (mas que parecem complexas) na utilização de computadores e telemóveis. Se tiver sugestões de truques que quer ver esclarecidos envie um email para geral@tek.sapo.pt.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.