A CryptMe recorre ao Advanced Encryption Standard (AES) com chave simétrica de 128-bit para codificar as mensagens "tratadas" através da aplicação e só o destinatário com a palavra-chave correta pode decifrar o conteúdo.


A aplicação também permite descodificar mensagens codificadas, enviadas por outros utilizadores do mesmo serviço, que está disponível numa app gratuita, mas que também conta com uma versão Pro.


Na versão gratuita a CryptMe, desenvolvida para Android, usa publicidade. A versão Pro elimina a publicidade e usa chave simétrica de AES 256-bit.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.