O browser Android da Opera vai, muito em breve, ter capacidade para armazenar criptomoedas. O sistema, que está ainda em fase beta, tem suporte para tokens cripto e ERC20; receber e enviar criptomoedas; e garante que a segurança da carteira com a ajuda de qualquer sensor biométrico ou password que o utilizador tenha no seu telefone.

A estreia deste novo sistema, a que a Opera chama "Crypto Wallet", faz do seu browser móvel o primeiro do género a integrar uma carteira de criptomoedas. Como sublinha a empresa, esta ferramenta poderá facilitar a concretização de vários pagamentos móveis, sem que para isso, o utilizador tenha de recorrer a uma segunda app.

"Acreditamos que a web do presente vai ser a interface da web descentralizada do futuro. É por isso que decidimos utilizar o nosso browser como uma ponte, para preencher a fossa que ainda separa estas duas realidades", explica a tecnológica. "Consideramos que com uma carteira de criptomoedas, o browser tem potencial para renovar e estender o papel que desempenha como ferramenta de acesso a informação digital, ferramenta de transações e gestor da identidade online de cada utilizador".

Não se sabe se existem outros browsers com planos semelhantes, mas se quiser experimentar a versão beta deste sistema, siga este link (a página está temporariamente indisponível).

tek opera

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.