Ter um PT no smartphone a indicar-lhe o próximo exercício do seu treino funcional, navegar em mapas offline ou perceber o seu estado de espírito são algumas das propostas que vai encontrar nas aplicações que estiveram em destaque no TeK.

Houve também espaço para dar a conhecer uma nova app de instant messaging e também novos jogos: um para pensadores e estrategas, e para quem gosta de aventura, fantasia e role playing games, e outro do tipo puzzle, que tem cunho português. Há mais sugestões, mas o melhor é ver e avaliar por si próprio já a seguir.


Runemals é um jogo para pensadores e estrategas
É também um jogo para os que gostam de aventura, fantasia e role playing games. Como é que consegue tudo isto? Reunindo vários elementos familiares de diferentes jogos. E ainda tem inspiração na franquia Pokémon.

Numa jornada de descoberta, o jogador vai ficar a saber que os runemals, animais da Rune Island, podem ser treinados e evoluídos, um pouco como acontece na franquia Pokémon. Mas no título que está disponível para Windows, Android e iOS a mecânica de jogo é diferente.

A jogabilidade faz-se através de um tabuleiro de pedras mágicas. O utilizador tem de juntar peças da mesma cor para conseguir reunir poderes de ataque. Só quebrando algumas runas é que poderá lutar contra outros runemals e vencê-los. Dependendo dos animais que encontrar, poderá querer juntá-los à sua equipa ou deixá-los na vida selvagem.

O jogo tem ainda um estilo clássico de design típico dos role playing games (RPGs) mais antigos, o que deverá agradar aos jogadores 'nostálgicos'.

O download é gratuito em todas as plataformas.

Veja a próxima aplicação

Google começa a alargar navegação offline no Google Maps
Primeiro para Android e só depois para iOS, a Google já começou a disponibilizar na sua aplicação de mapas a possibilidade de navegar e fazer pesquisas offline numa determinada zona.

A possibilidade tinha sido pré-anunciada na conferência Google I/O mas só hoje começa a ficar disponível para utilizadores de sistemas Android. E de forma gradual.

A atualização do Google Maps permite que os utilizadores usem redes Wi-Fi (mais rápidas e normalmente sem tráfego pago) para descarregarem mapas de uma determinada zona, evitando depois que no local seja necessário estar online para fazer pesquisas e navegar num determinado percurso.

O recurso também é válido, e pode ser valioso, quando está numa zona sem cobertura de rede móvel, seja esta uma área remota, um país onde a extensão de rede é curta ou um túnel ou subterrâneo numa cidade.

A app vem pré-instalada em todos (ou quase todos) os telemóveis e tablets Android, mas pode ser descarregada da loja de aplicações da Google de forma gratuita neste link. A versão iOS chegará mais tarde.

 

Veja a próxima aplicação

 

Tumblr ganha chat próprio tanto nas versões móveis como no PC
Os utilizadores do Tumblr têm agora um novo recurso à disposição para a troca de mensagens na plataforma, seja através das versões móveis ou da versão para PC.

A opção de messaging está identificada com um ícone na forma de balão (como é habitual neste género de funções) com um smile e aparece no dashboard do Tumblr dos utilizadores, se já estiver disponível.

Para esses basta selecionar o icon e enviar mensagens para outros utilizadores da plataforma, que automaticamente também passam a ter o recurso disponível.

Num post publicado a partir do Tumblr Support explica-se que a funcionalidade não foi lançada para todos ao mesmo tempo, para que possam ser corrigidas as falhas que forem surgindo, mas que a disponibilização geral deverá acontecer nas próximas semanas.

O Tumblr tem versão móvel para Android, iOS e Windows e versão desktop.

Veja a próxima aplicação

 

 

 

Nova app fitness da Runtastic promete mostrar “Results” só com treino funcional
A família de propostas fitness da Runtastic para o mobile acaba de aumentar com o lançamento da Results, uma aplicação que reúne um conjunto de treinos centrados na construção de força, redução de gordura e maior definição muscular.

Isto quer dizer que vai precisar apenas do seu corpo para completar os exercícios - ou no máximo de um colchão de treino para quando tem de fazer os abdominais ou as flexões.

A mais recente aplicação lançada pela start up austríaca, adquirida há uns meses pela ADIDAS, aposta em 120 vídeos explicativos de cada um dos exercícios e em 20 treinos “standalone”. Mas a proposta principal passa por um plano de treino de 12 semanas personalizado, que também dá direito a dicas de saúde e nutrição semanais.

Cada treino varia entre 15 a 45 minutos dependendo da área de foco - assentes em movimentos de peso corporal comuns, como as flexões, os abdominais ou os burpees, bem como exercícios menos conhecidos, mas tendo sempre como base o peso do corpo. Há também exercícios de aquecimento e alongamentos para fazer.

Ao longo dos três meses, os planos de treino vão sendo são ajustados de acordo com os comentários e a experiência do utilizador.

Mas esta é uma possibilidade reservada apenas a quem subscreva a versão Premium da aplicação, o que pode ser feito por um mês, com um custo associado de 2,49 euros por semana; por seis meses, a 1,66 euros por semana; e por 12 meses, com o custo a baixar para os 1,20 euros por semana.

Quem não quiser investir na proposta personalizada da Runtastic pode optar pela versão gratuita, que dá acesso a um conjunto de cinco planos de exercícios “standalone” e a 19 dos 120 vídeos explicativos.

A Results já pode ser descarregada a partir da App Store e da Play Store. Veja o vídeo de promoção:

Veja a próxima aplicação

 

Gosta de puzzles? Há um novo desafio português para jogar no iPhone e no iPad
Drawn to Light é o nome do primeiro jogo desenvolvido pela B5Studios. A startup portuguesa apostou num puzzle que desafia o jogador a superar 225 níveis.

O jogo foi lançado há dias em Portugal e esta quinta-feira ficou disponível em mais alguns mercados (Canadá, Turquia, Suécia e Austrália), embora até final do ano continue em fase de desenvolvimento controlado. Só em 2016 o título será lançado de forma global, explicou ao TeK o produtor Ricardo Flores.

Mas quem está em Portugal, ou nos restantes países abrangidos pelo pré-lançamento, já pode explorar o desafio, desde que use um dispositivo com iOS. Para ultrapassar há 225 níveis de um puzzle desafiante, distribuídos por nove capítulos, para jogar sem limite de tempo ou número de jogados. O jogo é pago e custa 1,99€.

Ricardo Flores explica que a opção foi tomada já a meio do processo de desenvolvimento e seguiu uma recomendação da Apple, que numa reunião com a B5 aconselhou o estúdio a fazer do jogo um conteúdo pago.

A primeira ideia da B5 era criar um produto freemium, com download gratuito e acesso pago a funcionalidades adicionais (premium). Reavaliar os custos de marketing associados a uma estratégia desse tipo (cerca de 4 dólares por utilizador) levaram a equipa a alterar os planos.

O sistema operativo móvel da Apple foi a primeira opção da B5 para lançar Drawn to Light e esta é, por enquanto, a única plataforma em que pode ser jogado. A rentabilidade - que é cerca de três vezes superior no iOS que no Android – explica a opção, mas a experiência da equipa no desenvolvimento para esta plataforma também pesou.

Ricardo Flores é um dos cinco sócios que criaram a B5 e um dos dois membros da equipa que passaram por empresas como a Biodroid. Mas toda a equipa (além dos cinco sócios há mais três pessoas) tem experiência nesta área. Lançaram este novo projeto com o desenvolvimento de videojogos em mente, mas também estão a trabalhar noutras áreas, como a consultoria e a ativação de marcas. Uma das prioridades no posicionamento do estúdio é a colaboração com outras empresas da mesma área e a procura de sinergias nestas parcerias, destaca Ricardo Flores.

Voltando ao Drawn to Light, vale a pena sublinhar que a empresa já está a trabalhar noutras plataformas. A próxima a receber o jogo será a Steam (para PC). Também está prevista uma versão para Android a lançar em 2016, mas ainda a vários meses de distância. Ao universo Android o jogo – que foi desenvolvido ao longo dos últimos seis meses - deve chegar em parceria com um fabricante.

 

 

Veja a próxima aplicação

 

Diga como se sente e saiba como estão os outros através de uma aplicação

A ferramenta SenseMyMood funciona como um sistema colaborativo de emoções: a app mostra no mapa como está o estado de espírito das outras pessoas. Se estiver tudo muito vermelho, talvez seja um local a evitar, mas se estiver verde, então é porque o bom ambiente está garantido.

O conceito da aplicação é simples: diga como se sente e saiba também como estão os outros à sua volta. É uma questão de emoções, de estado de espírito, nada mais.

No topo da aplicação SenseMyMood, desenvolvida pela empresa nortenha IT Porto, existem três caras que representam diferentes estados de espírito. Para o caso de o utilizador achar que não representa bem o que está a sentir, pode ser mais específico quanto a categorias como a alegria, a tristeza, medo, surpresa ou raiva

Por fim basta indicar o que está a fazer - se está a trabalhar, em lazer ou à espera do transporte, por exemplo - para que as suas emoções sejam melhor contextualizadas.

Se a ferramenta ganhar grande tração por parte dos portugueses e turistas podem em breve ser um bom termómetro sobre o estado de espírito sobre determinados eventos e locais. Imaginando que está a haver um concerto no sítio X e está ‘pintado’ de vermelho, talvez o melhor seja arranjar outros planos para a noite.

Se por acaso o ambiente estiver verde, então não restam grandes dúvidas de que o convívio promete.

Veja a próxima aplicação

 

Preocupa-se com o ambiente? Então vigie a sua pegada ecológica

Desde a utilização da água à forma como se desloca, há algumas medidas que podem ajudar a evitar mais emissões de carbono e desperdício de recursos. A app que hoje lhe sugerimos ajuda-o a tornar-se um Herói do Clima.

A app chama-se Oroeco e faz a medição do impacto das suas deslocações no consumo de carbono, evitando emissões que estão ligadas ao aquecimento global. E também calcula os custos.

As opções que faz em termos de viagens, alimentação, compras e até a climatização da sua casa entram nas contas feitas pela app, que atribui prémios aos mais bem comportados, que se tornam heróis ambientais e podem comparar os seus resultados com os amigos.

A app está disponível para Android e iOS, e o download é gratuito.

Veja ainda um vídeo de demonstração da utilidade desta aplicação e partilhe com os amigos. Todos juntos podemos tornar o ambiente mais sustentável.

Já decidiu quais as aplicações que vai instalar?

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.