Antes de mais achamos que devemos avisá-lo que uma das propostas que lhe trazemos pode ser extremamente viciante.

Mas, se ficar a jogar Helix Jump ou a partilhar com os amigos alguns vídeos até muito tarde, pode sempre contar com a ajuda do Alarmy para o arrancar da cama na manhã seguinte. Se mesmo assim for vencido pela preguiça temos uma app para o ajudar a gerir melhor o seu tempo.

Também temos uma sugestão fora do mundo iOS e Android e direcionado para a web e que, embora não seja novidade, aparece com um ar renovado.

Veja abaixo as principais apps da semana.

É utilizador do Apple Music? Já pode ouvir músicas inteiras no reprodutor web

O serviço ainda não tem uma versão para computadores inteiramente funcional, mas se a Apple estiver comprometida em derrubar a concorrência, não terá outra escolha senão desenvolver uma solução competente para essas plataformas.

O universo musical da Apple continua dividido entre dois serviços que funcionam de forma complementar. Nas plataformas móveis, domina o novo e renovado Apple Music, uma app de streaming, desenhada para operar num segmento dominado pelo Spotify, onde a empresa tem vindo a apostar de forma substancial, tendo em conta as novas tendências de consumo.

No computador, contudo, o iTunes continua a ser rei, uma vez que a versão web do Apple Music ainda não serve de muito, uma vez que o programa não se encontra inteiramente disponível neste formato.

Mas este segmento pode estar prestes a ser reorganizado pela marca da maçã. De acordo com um grupo de utilizadores do Reddit, o player web do Apple Music já pode ser utilizado para ouvir músicas inteiras, em vez das amostras que antes era possível reproduzir. Para isso, basta que o utilizador tenha o log in feito na sua conta. Adicionalmente, é possível juntar álbuns e playlists aos seus conteúdos, sem que, para isso, tenha de sair do seu browser.

tek apple music

Note, no entanto, que este player não consiste num programa integral, como o Spotify disponibiliza para computadores. Não é possível navegar entre artistas e músicas de forma livre, ou conferir o que é que os seus contactos estão a ouvir. Não existem sequer garantias oficiais de que esse programa venha a ser lançado no futuro, mas esta novidade é, certamente, um passo nesse sentido.

Para conseguir derrubar o Spotify do pódio, a empresa não terá muita escolha, uma vez que a concorrente oferece uma solução totalmente integrada entre várias plataformas. No computador, os utilizadores não só podem descarregar a app, como têm ainda acesso a uma versão web muito dotada. Por enquanto, neste domínio, o Apple Music conta apenas com um serviço quebrado, que reproduz músicas completas em players integrados em páginas web por outros websites.

Atualmente, o Apple Music conta já com mais de 40 milhões de subscritores.

Já conhece o Helix Jump? É um dos jogos grátis mais populares do momento

Seja na App Store ou na Play Store, a proposta da Voodoo não pára de acumular downloads. E compreende-se porque o jogo é viciante. Mas pode irritar os mais “sensíveis”…

Volta e meia há jogos que se destacam no meio da imensidão de propostas que surgem a todo o momento e o Helix Jump é um dos casos mais recentes.

O objetivo é ir fazendo descer a bola saltitona entre os diferentes níveis da plataforma, através do intervalo livre e sem tocar nas partes que têm cor diferente. Para isso é preciso rodar as plataformas.

Para não sermos penalizados, podemos tentar calcular os passos seguintes ganhando tempo ao deixar bater a bola as vezes necessárias, mas a pontuação será maior se fizermos passar a bola pelas diferentes camadas sem qualquer toque. Claro que à medida que se avança nos níveis as coisas vão ficando cada vez mais complicadas.

O Helix Jump tem uma versão gratuita – com muita publicidade, que diminui se jogar offline –, estando disponível para dispositivos Android e iOS.

Se acordar não é fácil, com a app Alarmy o desafio é tentar continuar a dormir

No mundo ideal, quando o alarme toca você desliga-o imediatamente e levanta-se como uma pessoa responsável. Mas, se o botão snooze é o seu melhor amigo, temos uma app para tirá-lo da cama na hora certa.

A proposta de Alarmy é muito simples: sair da cama não é uma tarefa fácil, então desligar o despertador também não pode ser. Esta aplicação é ideal para os utilizadores mais preguiçosos porque vai forçá-lo a levantar-se da cama caso queira silenciar o alarme. Basta configurar o horário a que precisa acordar e definir a tarefa que tem que completar para parar o despertador.

Para desativar o alarme pode ter que resolver um cálculo, scanear um código de barras, tirar uma fotografia ou até mesmo sacudir o telefone vigorosamente.  Se precisa mesmo de chegar a tempo para um compromisso importante, esta será uma boa solução.

Apelidado como "o alarme mais irritante do mundo",  a aplicação Alarmy está disponível gratuitamente quer para iOS quer para Android.

TickTick: para que organize melhor as suas atividades diárias

Criar listas de tarefas, agendar encontros ou organizar as lides domésticas e compras são algumas das possibilidades oferecidas por esta app.

Se tem mil e uma coisas para fazer durante o dia, organize-se com uma aplicação que é uma verdadeira secretária eletrónica. A TickTick ajuda a fazer listas de tarefas do quotidiano, permitindo aos utilizadores gerirem melhor o seu tempo. Pode definir atividades, organizar o trabalho, os afazeres domésticos, registar encontros, etc.

A aplicação pretende acompanhar as suas rotinas, permitindo registar notas, fazer listas de compras (com a ajuda de um assistente personalizado) e definir lembretes para trabalhos ou reuniões com deadlines. Poderá também conectar-se a colegas e amigos para organizar atividades em grupo, entre outros objetivos diários.

Se tiver mais que um dispositivo, a app permite sincronizar os dados da agenda através da cloud, para que não falhe nenhuma atividade definida. Se tiver tarefas que são rotinas periódicas, pode definir datas para repetições, ou programar lembretes de longa duração.

A aplicação está disponível gratuitamente nas versões Android e iOS, mas se optar pela versão Premium tem acesso a mais funcionalidades.

Grave o ecrã do smartphone e edite os vídeos de forma rápida e simples

Há modelos que oferecem a opção, mas nos telemóveis em que isso não acontece, pode sempre “adotar” uma app e ganhar alguns recursos extra.

Gravar trechos de um videoclip para partilhar no Instagram ou no Facebook ou mostrar como se passa um determinado nível de um jogo mobile são apenas dois exemplos das razões que podem levar alguém a querer fazer um “video print screen”. E se há smartphones que oferecem, de origem, a possibilidade, nos outros casos é necessário apetrechar o dispositivo com uma app. A Screen Recorder pode ser uma hipótese.

A aplicação é prática e simples, possibilitando a gravação e a captura do ecrã através de comandos de fácil acesso. Além da função base, há também um editor que permite cortar trechos e adicionar legendas.

Conte ainda com um recurso para partilhar os vídeos nas redes sociais ou fazer o upload dos mesmos nas plataformas em plataformas de serviços de transmissão de vídeos.

A Screen Recorder With Facecam And Audio & Editor é gratuita e está disponível para Android.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.