Manter os clientes satisfeitos, responder rapidamente em alturas de crise e dar eficiência à operação são as linhas que orientam a estratégia da Easyjet, garante a empresa. Neste contexto a tecnologia assume um papel cada vez mais central e a companhia aérea britânica tem apostado em força neste domínio.


As aplicações móveis são o ponto de ligação a um número cada vez maior de clientes. Desde que lançou a aplicação móvel em dezembro de 2014, a EasyJet angariou12,5 milhões de downloads. 110 mil clientes da companhia já utilizam o telemóvel para "transportar" os seus cartões de embarque e a companhia quer capitalizar este canal.




No final do mês avança com uma nova versão da aplicação móvel para iOS (não está para já previsto o upgrade para Android) que vai facilitar o processo de aquisição de bilhetes e check-in de voos, tornando-o possível em apenas um minuto.




A nova app continuará a integrar uma funcionalidade já disponível para iOS e que permite usar a câmara do telemóvel para ler informação do passaporte eletrónico e abrir a partir dai um cartão de embarque comprado na companhia. Já disponível está também uma versão da app para o Apple Watch.




Navegação assistida no aeroporto


Outra novidade a que já é possível aceder, nas várias apps da EasyJet é a funcionalidade Mobile Host, embora neste momento suporte apenas informação do aeroporto de Gatewick, no Reino Unido.




O serviço ajuda o utilizador a orientar-se dentro de um aeroporto, recebendo coordenadas para chegar às portas de check-in, porta de embarque ou local de recolha de bagagem, por exemplo. Funciona tirando partido do Indoor Maps, uma ferramenta da Google. Até final do ano o objetivo é conseguir integrar dados dos 10 principais aeroportos europeus.




Dan Young, responsável pela unidade de desenvolvimento estratégico para mobile, explica que o serviço também acabará por ficar disponível em Portugal num momento posterior e adianta que quando chegar avança em todos os aeroportos em simultâneo, uma vez que são todos geridos pela mesma entidade.







Se ficar sem voo vai poder marcar hotel a partir da app


Com lançamento previsto para o final de julho, está outra novidade que ficará acessível a partir do site e das aplicações móveis da empresa e que é a possibilidade de marcar um hotel e receber informação sobre transfers de e para o hotel sempre que um voo é cancelado e o passageiro tem de ficar mais um dia à espera de viagem.




Gill Lucas, disruption manager, explica que a empresa tem vindo a trabalhar para melhor a capacidade de partilhar rapidamente informação com o cliente em situações de "crise", quando há um atraso ou cancelamento de voos, tem por exemplo recorrido a tecnologias como o Periscope.

Agora está a trabalhar para facilitar o acesso a informação sobre os passos a dar nessas situações. No site e nas apps passará a existir um botão que dá aceso direto à marcação de hotel, pré-pago pela companhia, deixando de obrigar o cliente a ir para uma fila para resolver o assunto.

Cristina A. Ferreira

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.