Na seleção que fizemos ao longo dos últimos dias mostramos-lhe a possibilidade de dar um “twist” às mensagens áudio que envia para amigos e família ou de criar sites no telemóvel e sem programação à mistura.

No conjunto dos jogos pode conhecer mais de Numzle, Luna’s Quest e da nova aventura Pokémon Go, acabada de anunciar. Veja todas as propostas no alinhamento que apresentamos a seguir.

Pokémon Go: quatro anos depois o jogo de realidade aumentada vai mais longe

Começou mais uma aventura do Pokémon Go com mudanças que prometem trazer mais emoção aos milhões que continuam a aventurar-se no mundo dos Pokémon com o jogo de realidade aumentada.

O Pokémon Go traz mudanças significativas à forma como os treinadores podem subir de nível, mas sobretudo a criação das "estações", as Seasons que trazem consigo novas formas de experimentar os jogos, e mais Pokémons para descobrir e colecionar.

Desde que foi lançado em 2016 o jogo da Niantic tornou-se um sucesso quase instantâneo, desafiando milhões de jogadores a saírem para a rua à procura dos pequenos monstros, com mais de 600 para colecionar. As batalhas, os raides, a introdução do Team GO Rocket são algumas mudanças dos últimos anos, mas agora há mais.

Ontem a Niantic estreou o GO Beyond, uma nova fase do jogo, com novos Pokémons da região Kalos e a possibilidade de chegar ao nível 50, um novo desafio para quem já tinha atingido o nível 40, o anterior máximo. Mas mesmo que esteja em níveis anteriores vai beneficiar das mudanças, com a possibilidade de passar de nível mais rapidamente.

Para além dos monstros das regiões Kanto, Johto, Hoenn, Sinnoh, Unova e Galar agora pode colecionar mais Pokémons da região Kalos, com novas evoluções num portfólio de quase 30 monstros com novos tipos de ataques para usar nas batalhas e nos raides. Tudo com a mesma premissa de por os utilizadores a andar numa descoberta onde o número de passos e locais visitados conta, mas sempre aplicando as restrições definidas pelas autoridades para controlar a pandemia da COVID-19.

O Pokémon Go pode ser descarregado gratuitamente da loja Google Play para Android e App Store para iOS.

Tome o jeito a Numzle e distraia-se durante horas a fio (enquanto exercita o cérebro)

De início pode não ser imediatamente fácil de entender, mas assim que domine a dinâmica deste puzzle de números vai ser jogar até não ter tempo para mais. Assim, de caras, tem 360 níveis para superar.

O nome é sugestivo do tipo de jogo que nos espera: números em modo puzzle. Neste caso, há linhas com números de 1 a 9 com dois objetivos: ou fazer pares de números iguais ou somar 10 entre números diferentes que estejam lado a lado.

Entretanto vai perceber que o “lado a lado” pode ser subjetivo. É que à medida que vai fazendo pares ou somando números, as tentativas seguintes fazem-se sem contar com os" números riscados” na folha.

De apresentação simples e praticamente monocromática, um outro pormenor deste quebra-cabeças é que as “contas” são feitas em linha, ou seja, na horizontal, mas também “em coluna”, na vertical.

Vai poder “riscar” números da folha em dois modos de jogo: Classic Game e Chaos Mode, cada um com diferentes níveis de dificuldade à escolha. Também tem direito a boosters - em troca de algumas das moedas acumuladas - para facilitar a dinâmica.

The Numzle - a Number Puzzle foi lançado recentemente, é gratuito, com anúncios e está disponível para dispositivos Android, a partir da Play Store.

Lembra-se de Puzzle Bubble? Luna’s Quest propõe uma diversão semelhante

O objetivo para passar de nível é destruir todas as bolinhas do ecrã, mas há diversas formas de o fazer neste jogo de puzzles.

Há uns anos a Taito lançou nas máquinas árcade um jogo chamado Puzzle Bubble ou Bust-a-Move, dependendo das versões. E basicamente era um spin off do jogo de plataformas Bubble Bobble, em que o objetivo era disparar bolhas coloridas para eliminar todas as que apareciam no ecrã para passar de nível.

É exatamente esse o desafio que nos propõe Luna’s Quest Bubble Shooter, um título inspirado por magia e fantasia, e com muita cor, que promete agradar os jogadores casuais.

Aqui, o contexto é salvar dragões bebés que se encontram aprisionados em bolas. A acompanhar Luna, um dragão chamado Dauby utiliza diversas habilidades e feitiços para ajudar a destruir as bolhas, tais como fogo para derreter conjuntos de bolas, por exemplo. O jogo promete centenas de níveis diferentes, com puzzles variados e com desafios distintos.

Luna’s Quest apresenta diferentes modos de jogo, com o objetivo central de disparar uma bola com a cor correta para o conjunto semelhante. E sempre que possível, deve eliminar conjuntos com várias bolhas para executar combos. Ao longo da aventura vai desbloqueando também baús com conteúdos, tais como peças de caracterização para o bebé dragão.

Pode fazer o download gratuito de Luna’s Quest Bubble Shooter em equipamentos Android e iOS.

Construir um site no telemóvel? Com esta app grátis é possível e sem programação à mistura

Disponível para iOS e Android, a aplicação permite criar uma plataforma a partir do telemóvel e com recursos de design e edição capazes de personalizar o resultado final ao seu gosto.

Há uns anos atrás criar um site não era propriamente uma tarefa fácil e seria impensável fazê-lo através de um smartphone. Com a app Airsite - Website Builder qualquer pessoa pode aventurar-se neste “mundo” através de um telemóvel ou tablet, sem ser preciso qualquer tipo de conhecimento em programação.

De forma intuitiva, a aplicação permite-lhe explorar vários recursos para construir uma plataforma pessoal ou profissional. Tudo isto sem recorrer ao HTML, css ou javascript, utilizados tipicamente por programadores.

A ideia passa por escolher um modelo e personalizar o design do website como preferir. Entre cores e formas de apresentação, pode ainda adicionar outros elementos básicos como texto, imagens ou links.

A app é gratuita e está disponível para iOS e Android. No entanto, para comprar um novo domínio para o site tem de fazer compras na aplicação Airsite.

Quer dar um “twist” às mensagens áudio que envia para amigos e família? Conheça a Cappuccino

A experiência da Cappuccino afirma-se como uma mistura entre Whatsapp e um podcast pessoal e, através da app, pode ouvir a seu tempo todas as histórias que os amigos e família lhe têm para contar.

É fã de mandar mensagens áudio aos seus amigos e família? É verdade que, perante todos os afazeres do dia-a-dia, nem sempre há muito tempo disponível para ouvir tudo aquilo que recebemos. A Cappuccino quer dar um “twist” à prática em enviar mensagens áudio, numa mistura entre Whatsapp e um podcast pessoal.

Na aplicação, as mensagens sonoras tomam o nome de “bean”, ou “grão de café”, fazendo jus ao seu nome. Sempre que se lembrar de algo interessante para enviar, seja uma piada, um episódio do seu dia ou uma mensagem de agradecimento, basta carregar num botão e gravá-la.

Depois de gravar o que lhe vai na alma, pode partilhá-lo com os grupos que criou. A aplicação reúne todos os “beans” enviados e, todos os dias logo pelas 8 da manhã, disponibiliza uma espécie de mini podcast com todas as aventuras e histórias.

Durante a sua fase beta de acesso limitado, os utilizadores que a experimentaram ficaram fãs e, para muitos, a melhor parte da aplicação é o facto de poderem começar o seu dia de uma forma mais divertida.

Google e Apple revelam as melhores apps e jogos de 2020 das suas lojas digitais
Google e Apple revelam as melhores apps e jogos de 2020 das suas lojas digitais
Ver artigo

A Cappuccino, que entrou recentemente para a lista de melhores apps de 2020 da Google, é gratuita e está disponível para Android, na Play Store, e para iOS, na App Store.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.