Diz-se que o software começou a ser desenvolvido a partir do momento em que a compra do Snapchat não foi avante, em 2013, num negócio que chegou a ser avaliado em três mil milhões de dólares.

De acordo com o Financial Times foi o próprio Mark Zuckerberg quem supervisionou o desenvolvimento da aplicação agora lançada.
Tal como no Snapchat, a Slingshot permite o envio de fotos e vídeos que se autodestroem quando vistas a primeira vez. É possível escrever sobre as fotos e ainda adicionar emojis.

A diferença é a função "responder para desbloquear", já que no Slingshot as mensagens recebidas só podem ser vistas quando o utilizador envia uma foto ou um vídeo de volta.

A equipa do Facebook quer assim distinguir-se do seu maior rival, incentivando à produção de conteúdos. "Todos nós somos criadores e ninguém é apenas espectador", alega-se por parte da rede social.

A aplicação existe para iOS e Android, num primeiro momento restrita aos Estados Unidos, mas devendo ser disponibilizada para outras regiões nas próximas semanas.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.