A plataforma iGEO quer ser o principal repositório de informação geográfica de Portugal, disponibilizando uma grande variedade de dados que além de poderem ser consultados, podem ser usados para o desenvolvimento de aplicações.



O serviço foi apresentado hoje pelo ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva. No iGEO vai haver informação sobre cartografia, geodesia - estudo da forma e da divisão da superfície -, litoral, natureza, ordenamento e património, de acordo com o comunicado enviado às redações.



O iGEO condensa informações da Direção-Geral do Território (DGT), do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e do Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU). Os serviços da Administração Pública e aqueles ligados ao ensino vão poder aceder aos dados de forma gratuita, enquanto as empresas poderão ter acesso mediante a cobrança de “taxas justas”. Já as organizações não governamentais (ONG) poderão aceder aos dados com desconto.



A acompanhar o lançamento da plataforma online há também o lançamento de três aplicações móveis que recaem sobre áreas específicas do tema da geografia: iGEO Ordenamento sobre edifícios georreferenciados, iGEO Natureza sobre áreas protegidas e iGEO Património sobre o planeamento do terreno. As aplicações estão disponíveis para Android.

O Governo está inclusive a promover um concurso onde vai premiar as melhores aplicações que tirem partido dos dados agora disponíveis no iGEO.



“É um exemplo da promoção da competitividade, da inovação e do empreendedorismo, na medida em que permite criar valor, simplificar processos e identificar e desenvolver novas oportunidades de
negócio e, com elas, oportunidades para criar emprego e sistemas mais sustentáveis”, refere em comunicado Jorge Moreira da Silva.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.