Em 2016 a Microsoft integrou o OneNote, entre outras ferramentas do Office no Teams, de forma a tornar mais fácil aceder às aplicações diretamente do programa de produtividade. A gigante tecnológica refere que a equipa passou o último ano a melhorar a navegação de forma a criar uma experiência familiar e unificada entre os diferentes dispositivos.

O objetivo foi tornar o motor de sincronização mais rápido, robusto e seguro, aproveitando para introduzir o já popular Dark Mode. Numa sessão do evento Ignite da Microsoft, o gestor de produto do One Note, Mike Tholfsen, referiu algumas outras funcionalidades da aplicação, entre elas novas funcionalidades para as notas de encontros, assim como a integração do Microsoft Search para encontrar informações nas notas dos utilizadores. Mike Tholfsen refere ainda que para já, ainda vão continuar a haver duas versões do OneNote, uma no desktop e outra app separada para o Windows 10.

A próxima versão vai ainda suportar menções (mentions) quando utilizado dentro do Teams, para salientar determinado utilizador. Será ainda integrado ferramentas de Tarefas (Tasks) e A Fazer (To Do). Outras novidades passam ainda pela melhoria da acessibilidade, assim como um canvas de nova geração.

Todas as novidades vão chegar gradualmente a partir do próximo ano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.