Em desenvolvimento por investigadores da Georgia Tech e do MIT, a aplicação propõe-se avaliar os níveis de stress dos seus utilizadores, identificar causas e sugerir "soluções".

De momento, o software da BioGlass está numa fase em que ainda só recolhe dados, aproveitando e "adaptando" alguns dos sensores dos Glass como o acelerómetro e o giroscópio e também a câmara frontal, para gerar informação sobre o batimento cardíaco e a respiração.

De futuro, a intenção é que a app identificar situações de stress e também sugerir "remédios", como mostrar exercícios de respiração ou passar playlists de música adequadas ao "momento".

Segundo os investigadores, as (futuras) capacidades da aplicação não estão restritas aos óculos inteligentes da Google, podendo ser utilizadas em qualquer dispositivos wearable que tenha os sensores adequados.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.