Chegou aquele dia da semana. O dia em que o TEK recupera as seis aplicações que mereceram destaque ao longo dos últimos seis dias e que devem ser consideradas para instalar no seu smartphone ou tablet.

Desta vez trazemos-lhe o Zomato, que levou o seu serviço Gold ao Porto, e uma app que lhe vai permitir queixar-se dos carros mal estacionados em Lisboa. Recuperamos ainda as novas funcionalidades do motor de pesquisa do Google e do VSCO e apresentamos-lhe a solução digital para alegrar os carrancudos. Pelo meio há ainda espaço para uma app de fitness que promete dar-lhe a música certa para aguentar mais uns quilómetros na sua próxima corrida.

Conheça as seis apps desta semana e não hesite em experimentá-las no smartphone ou no tablet.

Zomato: depois de Lisboa, é o Porto que recebe o serviço de subscrição Gold

O Zomato Gold é um programa premium que oferece um prato gratuito em cada  refeição. A seleção de restaurantes já conta com mais de 500 nomes entre Lisboa e Porto.

O Zomato é uma aplicação bem conhecida dos portugueses. Com catálogos intermináveis de restaurantes, que ali são detalhados ao pormenor, a app veio aliviar as dores de cabeça a quem nunca sabia onde jantar, fosse em que ocasião fosse.

Recentemente, a empresa lançou o Zomato Gold, um clube exclusivo que, mediante uma subscrição, coloca à disposição do utilizador um leque de mais de 500 restaurantes onde é possível ter acesso a um prato gratuito numa refeição por dia.

Lisboa foi a primeira cidade a receber o programa, mas agora este alarga-se ao Porto, com 150 novos restaurantes integrados na iniciativa. Il Fornaio 178, Casa Aleixo e Da Terra (Matosinhos) são apenas três das sugestões nortenhas que pode aproveitar subscrevendo o Zomato Gold.

A adesão pode ser feita através do site ou da app da Zomato, disponível gratuitamente para iOS e Android.

Ao todo, estão disponíveis três planos (três, seis ou doze meses) a partir de 29 euros.

Em comunicado, a empresa informa que só precisa de uma subscrição para ter acesso às vantagens oferecidas em ambas as cidades. " Além de ofertas nos restaurantes parceiros, os membros serão convidados para eventos de gastronomia e lifestyle na cidade - como os icónicos Foodie Meetups criados pela Zomato. Estes são eventos que juntam à mesa quem gosta de comer para conversas em torno da comida, apresentações de novas cartas e outras surpresas".

De acordo com a Zomato, "para usar a oferta nos restaurantes, deve informar o funcionário no início da refeição validando a experiência para que a oferta seja efectuada. Um dos pratos da conta, o segundo de valor igual ou superior ao mais caro da refeição, será descontado".

Encontrou um carro mal estacionado? Há uma app para fazer queixa

A aplicação é ainda uma primeira versão e está disponível para Android, ajudando a transformar uma simples reclamação numa queixa mais formal.

Chama-se "Queixa de estacionamento ilegal" e aquilo a que se propõe é simples: apresentar queixa de veículos mal estacionados formalizando o envio à polícia. Sempre que encontrem um carro em transgressão de estacionamento os utilizadores têm de preencher um formulário e juntar as imagens, enviando às autoridades, através de um email que fica preenchido com os dados introduzidos.

No texto publicado na app store da Google refere-se que "a Polícia Municipal confirma que dá seguimento às queixas dos cidadãos por esta via, de acordo com o estipulado no n.º 5 do artigo 170.º do Código da Estrada" e que "em Lisboa, entre janeiro e março de 2017, em apenas três meses, foram levantados 1332 autos com esta origem", mas a ligação é feita com uma notícia do Diário de Notícias, com data de maio deste ano.

O TEK não teve porém confirmação efetiva do seguimento das queixas por parte das autoridades, mas o processo de apresentação tem ainda algumas falhas, que são também reportadas por diversos utilizadores nos comentários na loja, nomeadamente do tipo de infrações que podem ser reportadas e na dificuldade de preencher corretamente todos os campos do formulário.

Os criadores deixam bem claro que esta é uma primeira versão, e que tem limitações que serão ultrapassadas à medida que a app evolui.

Uma das limitações é ainda geográfica, com a utilização circunscrita a algumas cidades, e não há indicação de quando poderá ser usada noutras zonas do país.

A app é grátis e pode ser descarregada na loja Google Play para dispositivos Android.

Google passa a “classificar” imagens pesquisadas

A nova funcionalidade está integrada nas pesquisas via smartphone ou tablet, fazendo igualmente parte da app do motor de busca para Android. Ainda não há previsão acerca da disponibilização para iOS.

O Google acaba de reforçar as suas capacidades de pesquisa, mais precisamente no que às imagens diz respeito. Ao género Pinterest, o motor de busca vai passar a apresentar mais informação sobre as fotos apresentadas.

Está em causa uma espécie de contextualização das imagens, com referências à origem dos conteúdos, com “tags” a mostrarem se a foto faz parte de uma receita ou de um vídeo, por exemplo. Também vai haver etiquetas para produtos e GIFs, acrescenta a gigante tecnológica a partir do seu blog.

 

Clicando nas tags, os utilizadores podem ter acesso a itens relacionados, ser direcionados para as lojas que vendam o produto ou ver o um vídeo sobre o assunto em questão.

A nova funcionalidade está disponível no Google Image Search via smartphone ou tablet, assim como através da app do motor de busca para Android. A integração para a plataforma iOS deverá acontecer mais tarde.

Os filtros do VSCO já não servem apenas para editar fotografias

A versão para iOS da aplicação integra agora suporte para a edição de vídeos. A funcionalidade, porém, não é gratuita.

O VSCO é uma das aplicações de edição mais populares da atualidade. Apesar de ter um leque de opções ajustáveis ligeiramente inferior a outras propostas existentes no mercado (Snapseed, Lightroom), os seus filtros são dos que produzem melhores resultados.

Até à data, a app só permitia a aplicação destes filtros a fotografias, mas um anúncio reccente da empresa fez saber que a aplicação vai passar a integrar suporte para a edição de vídeos. A parte menos boa, por enquanto, é que são apenas os utilizadores do iOS a poder experimentar esta novidade.

Esta ferramenta vai estar disponível para os membros do serviço de subscrição da app, o VSCO X, e a mesma promete que os utilizadores de Android vão poder utilizar estes recursos "em breve".

Para editar os seus vídeos no VSCO só terá de atualizar a app, de forma a que a funcionalidade fique disponível no seu telefone. Depois basta abrir o Studio e clicar no novo banner que por ali surge a anunciar a novidade. Em resposta, a app vai mostrar-lhe os vídeos disponíveis no seu telefone, de onde poderá escolher aquele que quer editar. Todos os filtros do VSCO são aplicáveis, incluindo os exclusivos da modalidade premium. Assim que terminar, basta carregar em "Guardar" que o vídeo vai parar diretamente à sua galeria.

 

A app está disponível para Android e iOS de forma gratuita, mas, recorde-se, apenas os utilizadores de iPhone com VSCO X ( 2 euros por mês) podem utilizar estes recursos.

Adapte a música ao seu ritmo de treino com esta app para iPhone

Chama-se Weav Run: Adaptive Running Music e tem uma proposta diferente para quem gosta de fazer desporto a ouvir música. A tecnologia é uma parte importante da solução.

Há músicas especialmente motivantes para correr, remar, nadar ou andar de bicicleta, mas e se as músicas que ouve nos auriculares enquanto faz desporto fossem aumentando ou diminuindo de intensidade consoante o seu ritmo de treino?

A proposta é da Weav Music que tira partido dos sensores do smartphone, mais especificamente do GPS, para medir o ritmo da corrida e adaptar a música, que foi especialmente desenhada para produzir endorfinas que estimulam o cérebro e puxar mais pelo treino, tornando-o mais rápido, mais longo e mais eficiente. A ideia está integrada numa experiência que alia o treino à motivação pela música.

 

A empresa trabalhou diretamente com os músicos para definir como é que as músicas podem progredir com o ritmo à medida que este muda, por isso todas as músicas são alteradas com base no movimento. E há vários géneros disponíveis, desde 100 a 24o batidas por minuto. Desta forma as playlists acabam por ser completamente personalizadas.

A app Weav Run pode ser descarregada gratuitamente a partir da App Store da Apple para dispositivos iOS. Não existe uma versão para Android.

A aplicação que põe carrancudos a rir tem “caras” novas. Mas são pagas

Desde há uns meses que a FaceApp anda nas bocas do mundo pelos filtros capazes de mudar o semblante de pessoas fotografadas – ou mesmo o sexo. Agora há mais opções.

Está aí a versão 2.0 da FaceApp, a aplicação que tira partido das redes neurais para pôr filtros a transformarem, de forma realista, selfies e demais registos fotográficos pessoais.

Pôr sorrisos na cara de pessoas com ar sisudo, acrescentar anos de vida, transformar homens em mulheres e vice-versa ou fazer da pessoa um ou uma top model foram as opções disponibilizadas de início.

 

Com a nova versão a FaceApp para a mostrar duas categorias, a Fun, que agrupa os filtros gratuitos, e a Style, que acrescenta novos filtros foto realistas, mas que terá acesso pago.

Além disso, a nova versão reduz o grupo de opções gratuitas de quatro para três, com o desaparecimento do filtro de “embelezamento”. É que os filtros pagos disponibilizados baseiam-se precisamente na premissa de tornar as pessoas fotografadas mais bonitas…

A FaceApp em si é gratuita e está disponível para iOS e Android.