Com as aplicações desta semana pode aprender línguas, a meditar ou a reciclar melhor. Entre as sugestões de jogos, tem puzzles para exercitar o cérebro, Angry Birds (mais calmos) num novo formato e um simulador de fugas de prisão para usar no bolso.

Fale com pessoas de todo o mundo e aprenda

Ablo, como o nome deixa adivinhar, é uma aplicação para aprender línguas, mas não só. A forma de “ensinar” também não é a mais convencional.

A intenção na Ablo é que aprenda ou treine uma língua estrangeira, conversando com pessoas desconhecidas interessadas em fazerem o mesmo.

Para isso, é escolher uma língua específica e “navegar” para passar a falar com outros utilizadores nesta espécie de rede social. Pelo caminho, há jogos e desafios para superar e milhas para acumular. Além do idioma, vai com certeza aprender sobre outras culturas.

A Ablo é gratuita, mas com compras integradas. As principais queixas de quem já descarregou a aplicação vão exatamente por aí - pelos conteúdos pagos -, criticando as limitações de possibilidades de escolha de “exploração” do mundo.

Está disponível para dispositivos Android e iOS.

Os Angry Birds estão de regresso, "fizeram terapia" e prometem estar mais calmos

Em Dream Blast, os pássaros furiosos trocam a destruição dos castelos para uma experiência a encaixar bolhas da mesma cor.

Longe vão os tempos em que os Angry Birds eram disparados de fisgas gigantes contra aparatosas construções, castelos e caixas de dinamite, fazendo voar porcos, tijolos e tudo o resto que apanhassem à frente. O novo jogo da longa série, o 18º para ser mais exato, é completamente diferente das suas origens. Trata-se de um título de puzzles cujo objetivo é combinar bolhas da mesma cor, exato, aproximando-se das mecânicas do clássico Bejeweled. Mas mais bonito, claro…

O jogo promete centenas de níveis, cada um com uma habilidade muito própria que uma vez utilizada desencadeia a destruição massiva das bolhas. Pensou que as explosões tinham ido embora? Nada disso, o jogo apresenta ainda desafios especiais, os chamados Dream Events, que oferecem recompensas quando são completados, além de um lugar no ranking global. A Rovio já confirmou que estes eventos serão adicionados periodicamente, mas estão prometidos novos níveis todas as sextas-feiras para que nunca falte conteúdo aos fãs.

O jogo destaca-se pelas cores vivas, pelas animações das personagens, e claro, as explosões divertidas dos combos feitos com as bolhas da mesma cor. Dream Blast apresenta ainda uma física das bolhas apurada, que já é uma assinatura nos jogos da série.

Pode fazer o download gratuito do jogo em versões iOS e Android, mas dentro do jogo poderá adquirir habilidades e itens.

Drawing Puzzle Solution: uma app para exercitar o cérebro que vai transportá-lo ao passado

O jogo é recente, mas a ideia já tem algum tempo, só que agora está “dentro” de um smartphone ou de um tablet.

Este era o tipo de puzzle que foi “portátil” desde sempre: ou não se tratassem de uns pequenos quadros de 10cmx10cm, feitos a dois polegares. Os criadores do Drawing Puzzle Solution criaram uma versão para dispositivos móveis.

Neste jogo o princípio para completar os desenhos é o da simetria e embora os desafios, à primeira vista, possam parecer simples, no fim pode não ser assim tão fácil. É que as figuras são muito semelhantes, o que pode dificultar as coisas na altura de encaixar peças.

Pode haver mais de uma forma de completar os puzzles e, em determinados momentos, a solução estará em mover apenas uma peça. Mas terá mais de 500 níveis para treinar e ocupar o tempo.

O Drawing Puzzle Solution está disponível na Google Play, é gratuito e funciona em dispositivos Android 4.1 ou superiores.

Escapists 2 é um simulador de fugas de prisão para usar no bolso

Depois do lançamento no PC e consolas, o jogo da Team 17 chega aos dispositivos mobile e está disponível para iOS e Android.

Chama-se Escapists 2: Pocket Breakout, e como o nome indica, desafia os jogadores a fugirem das prisões mais seguras. Antes de ser “preso” poderá caracterizar a personagem, com centenas de elementos estéticos. As prisões prometem ser enormes, com múltiplos andares, e é possível explorar telhados, condutas de ar e túneis subterrâneos. Vale tudo para fugir…

Obviamente que preparar uma fuga demora tempo e no processo há que respeitar as regras da prisão: estar presente na contagem dos prisioneiros, cumprir os trabalhos impostos, e outras rotinas estritas. Fora isso, terá toda a oportunidade de pegar numa colher de chá e escavar um túnel para a liberdade.

Se o seu plano de fuga não poder ser realizado sozinho, não se preocupe, já que o jogo permite chamar três amigos para partidas multijogador local. O jogo apresenta cinco instalações presidiárias distintas para tentar escapar. Deverá comprar ou adquirir itens necessários para os planos, ou criá-los através de matérias-primas.

O jogo está à venda por 7,99 euros e pode ser obtido em versões iOS e Android.

Oak é uma app que quer ajudar os utilizadores a meditar

Primeiro é preciso aprender as técnicas e os movimentos até conseguir atingir o nível em que consegue meditar sozinho, mas esta app tem os exercícios necessários para fazer este caminho.

As técnicas de meditação têm ganho cada vez mais popularidade, ajudando a relaxar e a diminuir o stress, mas também a aumentar o desempenho e a capacidade do cérebro. Existem várias aplicações que foram pensadas para ajudar os utilizadores em exercícios de meditação e a Oak é uma delas, com um acompanhamento para os mais inexperientes e permitindo uma evolução gradual.

Há exercícios guiados com duração entre 5 e 30 minutos e exercícios não guiados que podem ser aplicados a uma duração de 24 horas. Na respiração há técnicas de yoga e instruções animadas, mas a Oak também pode interferir no sono, com exercícios de relaxamento para adormecer e sons adequados para dormir e acordar de forma suave.

A app recomenda uma prática diária, com exercícios de respiração e meditação, e os progressos vão sendo registados numa árvore que vai crescendo, com um acompanhamento e incentivo permanente. O ideal é que a meditação se torne um hábito, mas todo o processo pode ser adaptado em termos de duração e de música de acompanhamento.

A app está disponível apenas para iPhone e iPad na App Store e é gratuita. Está ligada ao Apple HealthKit para registar os minutos de mindfull.

tek oak tek oak
créditos: Oak

Wasteapp: esta app da Quercus ajuda a reciclar mais e melhor

A nova aplicação responde às principais dúvidas sobre a reciclagem de diversos produtos e ajuda a localizar os ecopontos. Mas também conta com a ajuda de todos para melhorar a informação.

A app acaba de ser lançada mas ainda está disponível apenas em versão web e Android, apesar de estar prevista também uma versão para smartphones e tablets iOS.

A aplicação da Quercus foi criada em parceria com a Fundação Vodafone Portugal com o objetivo de ajudar a separar melhor o lixo. Todos os dias cada pessoa produz cerca de 1,32 kg de lixo, o que contribui para um total de  4,75 milhões de toneladas de resíduos urbanos,  e apenas 16,5% é separado para reciclagem. Com esta ferramenta a ideia é que essa percentagem possa melhorar, contribuindo para um ambiente mais sustentável.

Para além do lixo doméstico comum, como as embalagens e garrafas, a aplicação resolve ainda dúvidas sobre a forma de reciclar outros objetoc que já não são úteis ou necessários, com 50 tipos de resíduos diferentes, entre os quais as cápsulas de café, baterias de automóveis ou termómetros e outros objetos com mercúrio.

A app indica a localização dos ecopontos mais próximos mas cada utilizador pode ajudar a melhorar estes dados contribuindo com informação

Para já pode aceder à app em versão web e Android, mas apesar da informação enviada à imprensa referir também a versão para iOS, à hora que escrevemos e testámos a aplicação esta ainda não estava disponível na App Store.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.