A iniciativa chama-se GreenHub, está inserida no projeto de investigação Green Software Lab, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), e assenta na aplicação BatteryHub, que os portugueses são convidados a instalar, se quiserem ser contribuir para o estudo.

Quando instalada, a aplicação recolhe periodicamente informação relacionada com a utilização de bateria, como, por exemplo, percentagem de carga, aplicações em execução ou utilização de sensores, e envia-a para uma infraestrutura na cloud, também criada pela equipa.

 

Na prática, ilustra João Paulo Fernandes, coordenador do estudo, citado na nota enviada à imprensa,“como nos desenhos animados, se colocarmos em sequência várias imagens estáticas, observamos a perspetiva dinâmica que elas asseguram. No nosso caso, a perspetiva dinâmica que procuramos reflete, para cada utilizador e cada dispositivo, o modo como a sua bateria é consumida”.

O objetivo principal da investigação, explica o também docente no Departamento de Engenharia Informática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC, “é o de construir um repositório de dados o mais alargado possível, e representativo do consumo de energia em baterias de diferentes dispositivos móveis, sistemas operativos, aplicações e utilizadores. Pretende-se que, no futuro, seja possível utilizar os dados recolhidos para traçar o perfil de consumo dos dispositivos, e assim identificar oportunidades de poupança de energia. Esta é a inovação do projeto”.

Os investigadores garantem que a privacidade dos utilizadores está totalmente garantida, não sendo recolhida nenhuma informação que permita a sua identificação. "De facto, para o tipo de análise que faremos, não temos necessidade de identificar os utilizadores, mas apenas de os distinguir, o que é conseguido associando um código alfanumérico aleatório a cada um dos utilizadores. Reforça-se, não recolhemos números telefónicos, números de série, IMEI ou quaisquer outros", refere João Paulo Fernandes.

Por enquanto, a aplicação BatteryHub está apenas disponível para o sistema operativo móvel da Google. Pode ver informação adicional sobre o projeto de investigação, iniciado há dois anos, a partir do endereço http://greenhub.hmatalonga.com.