Disponíveis ou em vias de chegarem às "lojas da especialidade", durante os últimos dias destacámos várias apps que podem ser do seu agrado. Tem desde um jogo de estratégia para o espaço feito a partir de Portugal, a uma proposta que vai pôr o seu filho a mexer antes de tocar no smartphone. Para ver entre as aplicações que mostramos a seguir.

Zion Wars: um jogo de estratégia para o espaço feito a partir de Portugal

Quem gosta de filmes como o Star Wars e jogos de estratégia encontra em Zion Wars um campo fértil para pôr à prova as suas capacidades para liderar um império.

O jogo de estratégia permite construir e fazer evoluir o império e a frota com várias naves, onde a nave principal (nave mãe) pode ser costumizada para atacar os outros jogadores e ir progredindo nas ligas.

À semelhança de outros jogos de estratégia como Clash of Clans e Age of Empires, os jogadores podem construir edifícios, que fornecem recursos, entre os quais hangares e laboratórios, que permitem a construção de naves e pesquisa de tecnologia, para conseguir evoluir a sua capacidade técnica. Há ainda um mercado onde podem ser trocados recursos.

Na frota há diversas naves, entre as quais a Nave Mãe, que tem mais influência no combate e na gestão das frota, ganhando domínio através da acumulação de experiência em "campo".

O jogo foi desenvolvido por uma equipa de dois programadores portugueses e um designer, com base em Unity, e demorou cerca de um ano a desenvolver, mas já tinha trabalho prévio.

"Em 2006, durante os meus anos universitários, tive a ideia de criar um jogo de browser (com 2 colegas programadores, a Dália e o André) em que as pessoas desenvolviam e atacavam várias regiões nos diversos planetas do Sistema Solar. O jogo chama-se System Empires e no arranque teve perto de 3.000 jogadores portugueses, chegámos a criar uma empresa, mas como nunca conseguimos expandir ao mercado internacional e fazê-lo crescer, uma vez terminada a universidade arranjámos emprego e o jogo acabou por ficar em segundo plano", explicou Bruno Monteiro, um dos criadores, ao SAPO TEK.

O jogo ainda existe, em www.sysemp.com, e continua a ser mantido pela "parceira no crime", Dália Pedro, mas a ideia evoluiu e no ano passado surgiu a oportunidade de continuar o projecto em conjunto com um designer (João Santos), "mas dado o panorama actual decidimos criar um novo jogo de raíz para dispositivos móveis baseado em conceitos similares", justifica.

O jogo está sob a alçada da empresa Atelier Lógico (Erlog, www.erlog.pt), local onde "trabalhámos nos últimos anos, e que nos permitiu dedicar parte do nosso tempo a este projecto", refere.

O vídeo mostra um pouco da jogabilidade do Zion Wars e das principais funcionalidades.

O Zion Wars está disponível gratuitamente para as plataformas iOS e Android.

Tira a vez, a app que impede filas no talho ou charcutaria

O Continente tem uma aplicação sincronizada com o sistema de senhas, permitindo aos clientes continuarem às compras enquanto esperam pela sua vez de ser atendido. 

A quantidade de pessoas na charcutaria, na peixaria ou talho das grandes superfícies de supermercados consegue gerar situações caóticas, ora porque desaparecem e não estão presentes na sua vez, ou porque as esperas para que surja o número respetivo no pequeno ecrã pode ser exasperante e uma perda desnecessária de tempo.

A pensar nos seus clientes, o Continente tem uma app que permite tirar senhas das respetivas secções totalmente sincronizada com o sistema geral de senhas. Isto significa que se tenciona comprar carne ou fiambre nem precisa deslocar-se às respetivas lojas para tirar o papelinho numerado, basta escolher na aplicação o que pretende e aguardar a sua vez enquanto continua às compras.

O sistema diz-lhe o número de senhas à frente, o tempo estimado de ser atendido, mas pode simplesmente guardar o smartphone no bolso, pois quando chega a sua vez recebe uma notificação e alarmes no dispositivo. Para evitar abusos no sistema, a aplicação apenas funciona no interior do estabelecimento, em praticamente todas as grandes lojas da cadeia ao longo do país.

Pode fazer o download da aplicação em versões iOS e Android.

Com esta app o seu filho só vai querer tocar no smartphone depois de se mexer

Para muitos pais, o tempo que as suas crianças passam com as mãos “coladas” aos dispositivos móveis é motivo de muitas dores de cabeça. A Goya Move pode ser uma boa solução para esse problema.

Com o avanço da tecnologia e o aparecimento de uma parafernália de redes sociais e aplicações, as brincadeiras ao ar livre passarem a ser algo cada vez mais raro na rotina diária de algumas crianças. A pensar nisso, a app Goya-Move vem permitir que os pais definam metas e objetivos físicos diários variados e que, depois de cumpridos, vão desbloquear automaticamente o acesso de uma aplicação específica.

Traduzindo por miúdos, os pais instalam a aplicação no seu próprio telefone (funcionando como uma espécie de administrador) e no das suas crianças. Depois estabelecem as suas regras, ou seja, se definir que só depois de dar seis mil passos é que o seu filho pode aceder ao Instagram, a app fica bloqueada até o desafio ser completado.

Durante cinco dias pode experimentar a aplicação disponível para iOS e Android. Depois tem um custo de 1,99 euros por mês.

App do Diário da República tem novas funcionalidades

Criar uma área personalizada, subscrever notificações de diplomas e guardar diplomas favoritos estão entre as opções acrescentadas à aplicação.

A app do Diário da República Eletrónico foi atualizada com um conjunto de novas funcionalidades. Entre as novas opções estão a possibilidade de fazer o registo como utilizador do portal e criar uma área personalizada, subscrever notificações de diplomas ou guardar diplomas favoritos.

É também possível gerir preferências de utilização, ordenar resultados de pesquisa por data;, aceder a jurisprudência e a legislação consolidada e verificar, entre os resultados de pesquisa,, quais os diplomas que já se encontram revogados.

A aplicação permite o acesso aos conteúdos do Diário do Dia da Série I e II, bem como a consulta, partilha e acesso a todos os diplomas publicados no Diário da República, de forma idêntica ai que acontece no respetivo site.

Com esta atualização, o Governo cumpre uma das medidas inscritas no programa SIMPLEX+ 2018, “facilitando, ao mesmo tempo, o acesso, a pesquisa e a partilha da legislação, que agora fica mais próxima do cidadão”, refere-se numa nota à imprensa.

A app do Diário da República Eletrónico está disponível para Android e iOS.

Musical.ly funde-se com Tik Tok e transforma-se numa gigante com 600 milhões de utilizadores

A aplicação foi comprada pela empresa chinesa ByteDance em novembro do ano passado, mas a fusão completa só se deu agora.

A Musical.ly ganhou a sua popularidade entre os adolescentes ao permitir a criação de vídeos curtos, de 15 segundos, com edição de som e de clipes musicais de todo tipo, possibilitando a partilha com outros utilizadores. Agora, os utilizadores da app foram migrados automaticamente para o TikTok, um serviço parecido com o Vine e que se tornou a aplicação mais descarregada do mundo no primeiro trimestre de 2018 da App Store.

Embora ofereça os mesmos serviços que a Musical.ly, a aplicação Tik Tok tem um editor de vídeo muito mais poderoso. Este pode ser o trunfo da ByteDance, a empresa chinesa que comprou a Musical.ly por 800 milhões de dólares em novembro de 2017, para conseguir entrar no mercado dos EUA.

Desta forma, a ByteDance poderá tentar fortalecer a liderança no mercado de aplicações móveis entre os jovens ao unir os cerca de 100 milhões de utilizadores mensais ativos no Musical.ly com os mais de 500 milhões da Tik Tok.

A nova versão da aplicação, disponível quer para iOS como para Android, terá melhorias. Segundo a empresa, a nova plataforma reunirá os elementos mais populares das duas apps e, entre as novidades, está um recurso que envia alertas para avisar o utilizador quando ele passa mais de duas horas a navegar na plataforma.

Nova app dá acesso a milhares de filmes e séries a crianças

A aplicação NOS Kids quer ser um portal de acesso a conteúdos pensados inteiramente para os mais novos.

A operadora NOS lançou uma nova aplicação destinada aos mais novos. A NOS Kids está disponível em versões Android e iOS (e em breve nos browsers de PC) e abre a porta a milhares de filmes, séries e outros conteúdos para crianças.

A empresa apostou na construção de uma interface adaptada ao público infantil, do pré-escolar aos 12 anos, para que possam navegar pelos conteúdos de forma autónoma, nota em comunicado. Os pais podem ficar descansados, porque as crianças apenas podem aceder a conteúdos próprios para as suas idades. Apenas terá de configurar os perfis dos seus filhos, definindo o nome do utilizador e respetivo avatar, preenchendo alguns dados adicionais de controlo parental, tais como a idade e qual a classificação etária dos conteúdos que podem ser apresentados às crianças.

Os menus da aplicação são compostos por ícones para facilitar a navegação das crianças que ainda não sabem ler. Para aceder a conteúdos pagos terá de introduzir um código PIN definido pelos pais.

A aplicação faz parte dos pacotes NOS 4 e NOS 5, mas durante o mês de agosto estará disponível a todos os clientes com assinaturas Iris, UMA e Satélite com internet. A partir de setembro o serviço passa a ter uma mensalidade de 5 euros.

Pode aceder à aplicação NOS Kids em versões iOS e Android.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.