A Apple anunciou, oficialmente, esta segunda-feira, a aquisição da Shazam, revelando alguns dos planos para aplicação. Uma das novidades é que, em breve, a app deixará de mostrar anúncios aos utilizadores.

Anunciada em dezembro do ano passado, a compra da aplicação de reconhecimento de músicas pela Apple esteve suspensa por cinco meses, pela abertura de uma investigação por parte das entidades reguladoras da União Europeia, em abril deste ano.

Os resultados da investigação para apurar se a Apple podia usar a Shazam para beneficiar o seu próprio serviço de streaming, o Apple Music, e, desta forma, prejudicar a concorrência, foram conhecidos no início deste mês, com Bruxelas a dar “luz verde” ao negócio.

Tirando a “sugestão” de que a aplicação vai continuar a funcionar de forma independente e gratuita, mas sem anúncios, a marca da maçã não avançou mais pormenores acerca da futura experiência de utilização do serviço.

Recorde-se que a app soma mais de mil milhões de downloads e identifica uma média de 20 milhões de músicas por dia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.