O diretor executivo do Spotify, Daniel Ek, revelou durante um evento que o modelo de música ilimitada por streaming vai também ficar disponível nos smartphones e nos tablets. O Spotify vai renovar as aplicações móveis para incluir estas novas funcionalidades.

Nos tablets, chamados de novos desktops pela empresa sueca, o sistema de streaming vai funcionar tal como tem funcionado no modelo gratuito para PC. Na opinião do CEO do Spotify, com o declínio dos computadores e com o aumento dos tablets não há sentido em diferenciar as plataformas a nível de conteúdos.

Assim os utilizadores terão acesso a todo o catálogo de músicas, sem limite mensal de horas, tendo apenas que conviver com alguns anúncios por entre as músicas.

Já na versão para telemóveis os utilizadores podem aceder a um leque de músicas de determinado artista, mas terão que saber viver com o modo aleatório. Em vez de seguir uma determinada ordem, as faixas saltam de álbum para álbum. Positivo é o facto de se poder avançar a música que está a tocar, para o caso de não gostar dela. Mas sempre com publicidade pelo meio.

No último ano os utilizadores do Spotify foram responsáveis pelo consumo de mais de 4,5 mil milhões de horas de música e até agora já criaram 1,5 mil milhões de playlists. No total são 24 milhões os utilizadores ativos e 6 milhões os subscritores da versão Premium.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.