O Spotify é um dos últimos serviços digitais a criar uma versão Lite da sua aplicação principal. Nesta versão mais leve, o programa de streaming decidiu apresentar as mesmas funcionalidades nucleares, mas retirou aquilo que considera extra à experiência essencial que proporciona. O intuito com este lançamento é penetrar nos mercados emergentes, onde os dados móveis são menos abundantes, a internet não é muito rápida e o armazenamento médio dos smartphones não é tão vasto quanto se gostaria.

O Spotify Lite apresenta algumas diferenças fraturantes. A barra de navegação, por exemplo, conta apenas com três secções distintas: Home, Pesquisa e Favoritos. A funcionalidade Spotify Connect, que o deixa transferir a sessão de reprodução diretamente para outro equipamento ligado ao mesmo Wi-Fi, também foi retirada, tal como as opções para guardar e ouvir música offline. Outra das coisas que é impossível fazer com esta versão é selecionar músicas específicas para ouvir, sendo que ficará limitado à reprodução aleatória, mesmo sendo subscritor da modalidade Premium.

tek spotify lite

As boas notícias, contudo, é que a app ocupa apenas 15MB de espaço no telefone e integra um sistema de controlo de dados que lhe permite definir um teto máximo para a utilização mensal de internet: 250MB, 500MB, 750MB, 1GB, 2GB e 3GB são alguns dos limites que pode aplicar.

A aplicação está oficialmente disponível num conjunto restrito de países, mas qualquer utilizador pode fazer o download e instalar a APK.

Note que apesar de tudo, o Spotify Lite está ainda em versão beta, pelo que poderá receber novas funcionalidades ao longo das próximas semanas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.