O número tira partido do crescimento expressivo da plataforma de mensagens instantâneas em países emergentes como a Índia, onde já soma 60 milhões de utilizadores.



O número de subscritores do WhatsApp consolida a liderança da plataforma neste mercado e aumenta a distância para os principais concorrentes do serviço, como o WeChat, que acumula 438 milhões de utilizadores, ou o Viber, que não vai muito além dos 100 milhões.



A última vez que tinham sido revelado dados da aplicação estávamos em abril e a empresa, que integra o universo do Facebook, anunciava ter chegado aos 500 milhões de subscritores.

Em quatro meses o serviço conseguiu conquistar mais 100 milhões de subscritores. Na Índia, e durante o mesmo período, terá aumentado em 10 milhões o número de subscritores do serviço desde abril.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.