Os smartphones são a única categoria de produtos eletrónicos onde a intenção de compra continua a aumentar. Se em 2012, no mesmo inquérito, 3% dos inquiridos revelava intenção de comprar um smartphone no Natal para sua utilização pessoal, na edição deste ano do inquérito aumentou para 10% a percentagem de inquiridos que pretende fazê-lo.



A mesma pesquisa revela que é entre os jovens, com idades entre 18 e 24 anos, que os smartphones são mais desejados, com 14% dos inquiridos nesta faixa etária a adiantarem a intenção de oferecem a si próprios um equipamento deste segmento.



Esta intenção é mais vincada nas classes mais altas, revela o estudo produzido com base nas respostas de 500 indivíduos, residentes no continente. Na classe mais baixa a intenção de fazer compras para o próprio é quase inexistente e manifesta-se apenas nos eletrodomésticos (3% das respostas).



Noutras áreas a intenção de compra não só diminuiu, como se mantêm abaixo dos valores registados para os smartphones. É o caso das os eletrodomésticos, que apenas 8% dos consumidores pretendem comprar na quadra como presente pessoal ou os telemóveis, tablets e outros gadgets de eletrónica de consumo, apenas nos planos de 5% dos inquiridos.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.