Depois de muitos adiamentos, a Samsung lançou finalmente o seu primeiro smartphone equipado com Tizen, o seu próprio sistema operativo, que já foi implementado em alguns smartwatches e televisores. A empresa sul coreana parece determinada a quebrar a dependência do Android e escolheu o mercado indiano para a rampa de lançamento do Samsung Z1, com especificações bem modestas.



Depois de, no início da semana, ser revelado o interesse da Samsung em regressar ao Windows Phone, a Samsung anunciou hoje o Z1, um smartphone dual-SIM equipado com o sistema operativo Tizen.



O lançamento estava a ser adiado desde finais de 2013 e a sua chegada trouxe um equipamento com caraterísticas que não chegam para competir com os principais topo de gama, a começar pelo ecrã de 4 polegadas, com resolução de 800x400 píxeis, e a ligação 3G.

No seu interior ‘mora’ um processador dual-core que roda a 1,2 GHz e uma memória RAM de apenas 768MB, tudo isto a receber energia de uma bateria com 1.500 mAh. As aplicações e imagens obtidas com a câmara traseira de 3.1 megapíxeis poderão ser armazenados nos 4GB de armazenamento ou no espaço dedicado para o cartão de memória microSD.



Apesar de não surpreender no papel, a Samsung já fez saber que o Tizen não necessita de muito poder de processamento para assegurar a sua fluidez e eficácia, tal como acontece em alguns equipamentos com Windows Phone.



E quanto a aplicações? A verdade é que a tecnológica asiática ainda terá de correr muito para chegar ao número de 1,43 milhões do Android, apesar de, segundo o GSM Arena, as aplicações do Google Play serem compatíveis com o Z1 mediante a instalação do OpenMobile’s Aplication Compatibility Layer.



Este equipamento foi disponibilizado hoje na Índia e está à venda por 5.700 rupias – cerca de 77 euros.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.