Os números da Canalys projetam um crescimento de 82,4% na utilização deste tipo de dispositivos este ano. Em números absolutos, isto significará que no final de 2018 mais de 114 milhões de pessoas em todo o mundo tinham e usavam uma coluna inteligente. No final deste ano, o número terá subido para os 207,9 milhões.

Saltando para os anos seguintes, a empresa de estudos de mercado continua a prever crescimento de dispositivos como a Echo da Amazon ou o Google Home e estima que em 2021, o número de utilizadores de colunas inteligentes tenha subido para os 400 milhões, ultrapassando o número de tablets estimado para o mesmo período.

A China será um dos grandes dinamizadores deste mercado, com um crescimento previsto de 166% no número de dispositivos em uso este ano. A Canalys distingue o país como o mais competitivo neste segmento, mesmo sem grande (ou nenhuma) presença das empresas que no resto do mundo mais se estão a destacar nesta área, a Amazon e a Google. Os maiores players são locais, com o Tmall Genie da Alibaba em destaque, que deverá chegar ao final do ano com 39% do mercado.

Ainda que o crescimento na China seja o mais espectacular do ano (166%), os Estados Unidos continuarão a ser o país onde as colunas inteligentes encontram mais utilizadores. Os 60 milhões de 2018 vão passar para mais de 80 milhões em 2019, num crescimento de 46%. Na Europa, o fenómeno está longe destes números. Os mercados que mais se destacam são Reino Unido e Alemanha, a crescer perto dos 50% este ano, mas com uma base instalada muito inferior.

O estudo da Canalys avalia a base instalada de dispositivos e não apenas o número de produtos vendidos. Ou seja, mede o número de dispositivos realmente em uso.

Este ano estão previstos alguns novos lançamentos nesta área, como o da coluna Galaxy Home da Samsung, que deve chegar às lojas este mês.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.