A estilista premiada, Aurélie Fontan, contou com a “ajuda” do novo Galaxy Note 9 nas sete principais etapas de criação e produção da primeira coleção de “Mobile Couture” do mundo, permitindo que a coleção fosse criada em oito dias em vez dos habituais 14 dias.

Para desenhar a coleção cápsula (mini coleção fora da coleção principal da estação), a francesa contou com várias ferramentas do novo telemóvel, nomeadamente impressão 3D e o controlo dos protótipos de esboços através do Galaxy Note 9.

O flagship da Samsung também permitiu a Aurélie Fontan pintar remotamente os padrões dos tecidos e enviá-lo via wireless para uma Joto X, um dispositivo robótico de desenho digital altamente avançado, que transferiu os padrões para a pele das peças.

As peças finais foram feitas com uma combinação de peles recicladas e acessórios de fixação de plástico 3D biodegradáveis, tendo o processo inteiro de criação durado seis semanas.

Para a criativa foi interessante descobrir “que havia um smartphone que tinha as capacidades de controlar todo o processo de produção de uma coleção”, considerando “libertador” ver as suas ideias ganhar vida “com um dispositivo que “sempre esteve na minha mão”.

A coleção “Mobile Couture” vai ser apresentada no dia 18 de outubro em Paris.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.