A nova marca cobre desde os terminais móveis mais básicos aos tablets, passando pelos smartphones - incluindo uma consola de jogos portátil - e também pelos smartwatches.

A maior aposta vai para os telefones, ao todo nove modelos, com um intervalo de preços que começa nos 14,90 euros e que não vai ultrapassar os 229,90 euros, segundo informa em comunicado.

Numa visita ao site nmostra-se que o sistema operativo escolhido para os smartphones e tablets disponíveis é o Android, embora na versão Kit Kat (4.4). Um dos quatro smartwatches disponíveis também leva Android, o KW4, enquanto nos restantes têm o sistema operativo Nucleus.

Processadores MTK Mediatek, do dual core ao octa core, câmaras com resolução a variar até aos 13MP são outras das especificações em que a nova marca portuguesa apostou.

Ainda se conhece pouco da IKI Mobile e dos seus objetivos. Na visita à página online pode ver-se que está integrada no Grupo FF, um grupo empresarial com ligações ao mercado africano, mais precisamente a Angola e a Moçambique.

O TeK confirmou que a marca pertence a uma das empresas do grupo, a consultora Univercosmos. Apurou também que os equipamentos são fabricados na China, mas a intenção é trazer a produção para Portugal. 

A IKI Mobile junta-se assim à recém-lançada LAIQ e a outras marcas portuguesas que têm procurado o seu espaço no mercado, nomeadamente a ZTC, da Aveicellular, seguindo uma tendência internacional que procura ganhar espaço em nichos de mercado que não estão totalmente dominados pelas grandes marcas globais, como a Apple,Samsung, LG e Huawei, entre outras.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.