A HTC preferiu não apresentar o sucessor do One no Mobile World Congress, mas talvez tivesse sido preferível fazê-lo. Isto porque a quantidade de informações que têm surgido na imprensa sobre o telemóvel deixam pouco para a imaginação.

As mais recentes informações não confirmadas dão conta das funcionalidades do sensor fotográfico duplo do novo HTC, de acordo com a GSMArena.

Apelidada de Duo Camera, vai permitir captar fotografias com mais detalhe mesmo em ambientes de fraca luminosidade, vai permitir focar uma determinada área da composição mesmo depois de esta ter sido captada e vai ainda criar imagens com efeitos 3D através da manipulação das diferentes profundidades dos elementos.

Apesar de não ser a primeira vez que as fabricantes usam dois sensores fotográficos num smartphone - a própria HTC teve o Evo 3D -, este tipo de tecnologia de sensores duplos é diferente. Isto porque os dois sensores vão ter capacidades fotográficas diferentes. No caso do sucessor do HTC One vai continuar a existir o sensor principal, com tecnologia Ultrapíxel, e haverá um sensor secundário "de apoio".

O TeK já tinha falado de uma tecnologia semelhante, desenvolvida pela Toshiba, que prometia exatamente o mesmo tipo de resultados que as câmaras do próximo smartphone da HTC. Outra possibilidade que também se podia explorar é o apagar de elementos que estão a mais na fotografia.

O próximo topo de gama da tecnológica de Taiwan, conhecido até aqui com o nome de código M8, virá alegadamente equipado com ecrã de cinco polegadas e resolução Full HD, processador quad-core, colunas com tecnologia BoomSound e uma nova versão do interface Sense. Estima-se que venha a ser comercializado por um valor nunca inferior a 550 euros e que possa ser apresentado no final de março.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.