Terry Myerson, vice-presidente da unidade de negócios que gere o negócio móvel na Microsoft, garantiu que a empresa só avançaria com um equipamento próprio se os parceiros não assegurassem a oferta que a empresa acha adequada. Não é o caso.



O responsável garante que a fabricante está satisfeita com a prestação das empresas que hoje asseguram a distribuição do Windows Phone no segmento, a Nokia e a HTC. Por esta razão considera que não faz sentido intervir no mercado, uma posição que parece nem sempre ter defendido, a avaliar pela incursão no mundo dos tablets com o Surface.



"Teríamos de estar numa situação em que nem a Nokia, nem a HTC, nem nenhum dos nossos parceiros principais estivessem a responder aos consumidores, mas isso não está a acontecer por isso não vemos necessidade".



Durante a conferência promovida pelo All Things Digital, Terry Myerson faz mesmo elogios à Nokia e à estratégia da empresa finlandesa para o mercado de telemóveis inteligentes.



"A Nokia é uma ótima empresa. Estamos orgulhosos do trabalho que têm feito", adiantou o responsável, citado pela CNet. "Eles construíram hardware de alta qualidade para uma gama de entrada. E por isso são um ótimo parceiro para a Microsoft", acrescentou.



O vice-presidente da Microsoft defendeu ainda que a percurso do Windows Phone no mercado tem sido positivo, sobretudo em mercados onde os operadores não subsidiam equipamentos. Aí a concorrência dos dispositivos equipados com Android e iOS chega aos clientes com preços mais equiparados aos do resto da oferta.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.