Em 2014 o mercado de segunda mão de telemóveis movimentou 56 milhões de unidades, que valeram 7 mil milhões de dólares, mas o número vai crescer de forma exponencial nos próximos dois anos.

A consultora aconselha os fornecedores a olharem para as possibilidades que existem no mercado de equipamentos recondicionados numa altura em que mais de 60% dos consumidores de smartphones nos Estados Unidos e Alemanha estão dispostos a trocar de equipamento só para adicionar novas funcionalidades, abandonando terminais quase novos.

A taxa de mudança de smartphones nos mercados maduros ronda os 18 a 20 meses e os analistas da Gartner estimam que apenas 7% destes equipamentos entram nos programas oficiais de reciclagem, mas 64% acabam por receber uma nova vida, sendo entregues a outros utilizadores (23%) ou vendidos novamente, em circuitos oficiais ou de forma privada (41%).

A Gartner admite que o crescimento do mercado de usados vai ter impacto na venda de novas unidades e nas receitas da cadeia de valor do mercado. Quem já está a trabalhar em modelos de aceitação de equipamentos antigos em troca de novos deve estabelecer estratégias de rentabilização, mas os OEMs têm de avaliar o impacto destas medidas.

Na Europa e Estados Unidos o mercado de equipamentos reutilizados vai crescer de 3 mil milhões de dólares em 2015, crescendo para 5 mil milhões em 2017.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.