Aquele que pode vir a ser o "casamento" do ano poderia nunca ter acontecido. Tanto a Microsoft como a Nokia estiveram a testar alguns planos B caso a parceria firmada não devolvesse os resultados esperados. Mais especificamente, a Microsoft chegou a testar um telemóvel Surface e a Nokia experimentou o sistema operativo Android em alguns dos seus dispositivos.

As informações são reveladas pela imprensa internacional que cita fontes próximas ao desenvolvimento dos dois projetos.

No caso da Microsoft, a empresa responsável pelo Windows terá testado mais do que uma versão do telemóvel Surface para saber se o projeto era viável. De acordo com o The Verge, o homem que atualmente é responsável pelas divisões Windows, Windows Phone e Xbox, Terry Myerson, era também a pessoa que coordenava o desenvolvimento do smartphone.

A relação com a Nokia acabou por se tornar perigosa já que a fabricante finlandesa era responsável pela expedição de 80% dos smartphones com Windows Phone. Ou seja, se a Nokia abandonasse o barco a Microsoft ficaria em maus lençóis. E pelos vistos a empresa responsável pela linha de smartphones Lumia tinha essa possibilidade em 2014.

O The New York Times revela que a tecnológica europeia experimentou alguns telemóveis Lumia com o sistema operativo Android da Google. A aparente falta de compromisso da Microsoft em criar uma linha de telemóveis de baixa gama levou a Nokia a considerar outras hipóteses.

Um dispositivo em específico, o MView, teria data de lançamento marcada para 2014 e iria incorporar uma versão customizada do Android, um pouco como a Amazon faz nos Kindle Fire.

Uma coisa parece certa no meio de tantas informações não confirmadas: tanto o Surface Phone como um Nokia com Android são projetos que não se vão tornar uma realidade nos próximos tempos.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.